Morre 2ª vítima de atropelamento provocado por jogador Marcinho

0
10


Lateral direito, ex-Botafogo, atropelou um casal na zona oeste do RJ no dia 30 de dezembro e não prestou socorro

ReproduçãoCarro de Marcinho após o acidente

Na noite desta terça-feira, 05, foi confirmada a morte da professora Maria Cristina José Soares, que foi atingida pelo carro do jogador Marcinho, ex-Botafogo, no dia 30 de dezembro. Ela e o marido, Alexandre Silva de Lima, foram atingidos no Recreio dos Bandeirantes, zona oeste do Rio de Janeiro. Ele morreu no local do acidente. Maria, de 66 anos, estava internada desde o dia do atropelamento e passou por uma cirurgia nas duas pernas. Sua situação se complicou e ela precisou ser entubada, não resistindo. Atendida no Hospital Vitória, a professora também foi diagnosticada com Covid-19. Testemunhas disseram que o jogador não ajudou as vítimas.

Nesta segunda-feira, 04, o lateral direito prestou depoimento à Polícia Civil do Rio de Janeiro ao lado do pai, Sergio Lemos de Oliveira. Segundo a 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes), o veículo em que o atleta estava pertence a uma empresa cujo pai do jogador é sócio. O carro foi apreendido e periciado. Ainda de acordo com a 42ª DP, em depoimento, o jogador confessou que dirigia o automóvel. Testemunhas já foram ouvidas e outras também prestarão depoimento na Delegacia. A unidade policial aguarda o resultado da perícia para concluir as investigações.





Fonte: Jovem Pan

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui