Metzelder, ex-zagueiro da Alemanha, é condenado por envolvimento com pornografia infantil

0
10


Titular da seleção alemã que foi vice do Brasil em 2002, o ex-defensor se declarou culpado e pediu desculpas às vítimas de violência sexual

Reuteurs/SPORTING PICTURES (UK) LTD.Metzelder marcando Juninho Paulista na final da Copa do Mundo de 2002

O ex-zagueiro da seleção alemã, Christoph Metzelder, foi condenado nesta quinta-feira, 29, a dez meses de prisão em liberdade condicional por ter compartilhado 18 arquivos com pornografia infantil e juvenil na internet. “Aceitarei a sentença e peço desculpas às vítimas de violência sexual. Levarei para o resto da minha vida a culpa de ter causado esse mal à sociedade”, disse o réu, na primeira audiência do julgamento sobre as acusações. O ex-jogador do Real Madrid, Borussia Dortmund e outros clubes, também se declarou parcialmente culpado das acusações contra ele – ou seja, posse e troca de 18 arquivos -, mas não dos 300 que o Ministério Público pretende apresentar contra ele.

A pena prevista pelo Tribunal Administrativo de Düsseldorf para tal confissão era de dez a doze meses em liberdade condicional. Metzelder compareceu perante o tribunal alemão pela primeira vez hoje para responder às acusações de posse e troca de pornografia juvenil, incluindo imagens de abuso sexual de uma garota. Na leitura das acusações contra o ex-jogador, incluía-se detalhes sobre um dos casos, em agosto de 2019, em que ele compartilhou imagens de abuso de uma menina de 10 anos em dias sucessivos, relatou a emissora pública regional “WDR”. O depoimento inicial do ex-jogador de 40 anos centrou-se, no início da audiência, na sua trajetória profissional, no seu compromisso com diferentes projetos sociais, bem como nos reconhecimentos públicos obtidos tanto no campo esportivo como na esfera privada.

Ele não se pronunciou sobre as acusações, mas após uma pausa na audiência, seu depoimento foi retomado, seguido de uma confissão parcial. O processo ocorre no Tribunal Administrativo de Düsseldorf e há três audiências marcadas até o dia 10 de maio. As suspeitas contra Metzelder surgiram em setembro de 2019. Inicialmente, a identidade do ex-jogador não foi divulgada. Mas meios de comunicação como o tabloide “Bild” revelaram o caso, citando-o como suspeito, enquanto a principal envolvida é uma mulher, com quem ele aparentemente compartilhou os arquivos. O Ministério Público de Düsseldof apresentou sua denúncia formal em 4 de setembro, ainda sem citar o nome de Metzelder. Em setembro do ano passado, foram feitas buscas relacionadas com o caso e a polícia apreendeu vários objetos, incluindo pelo menos um telefone celular e um computador. Metzelder foi titular da seleção alemã vice-campeã mundial para o Brasil em 2002, além de ter jogado a Copa do Mundo seguinte quatro anos depois, sediada pela própria Alemanha.

*Com informações da Agência EFE





Fonte: Jovem Pan