Mendy inicia julgamento por crimes sexuais e pode pegar prisão perpétua | Placar


O lateral-esquerdo francês Benjamin Mendy, do Manchester City, será julgado nesta quarta-feira, 10, pelas oito acusações de estupro e uma de agressão sexual contra ele no Tribunal da Coroa de Chester, na Inglaterra. Caso condenado, ele pode pegar até prisão perpétua. As denúncias contra o jogador aumentaram nos últimos meses.

Assine #PLACAR a partir de R$ 9,90/mês. Não perca!

Penas menores para o caso, de acordo com a justiça local, variam entre cinco a vinte anos de reclusão. Segundo jornais europeus, a multiplicidade de vítimas envolvidas, cinco ao todo, é um agravante considerável contra o francês.

Em maio, Mendy negou em juízo ter cometido os crimes sexuais, declarando ser inocente. Todos eles teriam acontecido entre outubro de 2018 e agosto de 2021, na casa do jogador, em Manchester. O atleta de 27 anos, campeão da Copa do Mundo pela França em 2018, irá a julgamento ao lado de um amigo, Louis Saha Matturie.

“Eu diria que se ele fosse considerado culpado de tudo após um julgamento, ele provavelmente receberia uma sentença de prisão de dois dígitos, mas isso é altamente especulativo”, disse o advogado inglês Richard Furlong à emissora francesa RMC Sport.

Continua após a publicidade

“A sentença total deve ser proporcional. O fato de alguém ter cometido oito crimes será usado para aumentar a pena total em 10 anos dentro da faixa do crime, e talvez fora da faixa. Portanto, para oito crimes, a pena pode aumentar para 13 ou 14 anos”, acrescenta.

Mendy inicia julgamento por crimes sexuais e pode pegar prisão perpétua | Placar
Mendy teve o contrato suspenso pelo City – Visionhaus/Getty Images

Mendy está suspenso pelo Manchester City desde agosto do ano passado, quando surgiram as primeiras denúncias contra ele. O clube inglês gastou quase 60 milhões de euros para contratá-lo do Monaco em 2017, quando ele foi um dos destaques da equipe que conquistou o Campeonato Francês.

O jogador ficou preso preventivamente entre agosto de 2021 e janeiro de 2022, quando foi solto sob fiança para responder às acusações em liberdade. Ele chegou até a ser transferido para uma prisão de segurança máxima em Manchester antes de ser liberado.

Assine o Amazon Prime e garanta 30 dias grátis de acesso ao Prime Video e outras vantagens

Continua após a publicidade





Placar – Abril