Mendy, do Manchester City, tem pedido de fiança negado e seguirá preso até ser julgado em 2022

0
7


Lateral é acusado de ter cometido estupros contra três mulheres diferentes, sendo uma menor de idade

Reuters/Carl RecineBenjamin Mendy está sendo acusado de estupro

Investigado por três acusações de estupro, o lateral-direito Benjamin Mendy, do Manchester City, teve negado seu pedido por pagamento de fiança e permanecerá em prisão preventiva até o julgamento, que está marcado para o dia 24 de janeiro de 2022. O jogador francês de 27 anos foi preso no início de agosto de 2021, após serem revelados três casos em que teria estuprado mulheres em sua residência na cidade de Cheshire, no noroeste da Inglaterra, entre outubro de 2020 e agosto deste ano. Uma das vítimas ainda seria menor de idade. Outro acusado no mesmo caso, Louis Saha Matturie, de 40 anos, também seguirá detido preventivamente.

O resultado do pedido de fiança foi repassado por um oficial do Tribunal Crown de Chester, já que a presença de repórteres na audiência foi proibida pelo juiz Patrick Thompson. Desde que os casos foram revelados, o Manchester City decidiu suspender o atleta, removendo seu rosto e nome das campanhas publicitárias e camisas do clube. Antes do City, Mendy já havia passado por clubes como Le Havre, Olympique de Marselha e Monaco, onde foi campeão francês, e fez parte da seleção que conquistou a Copa do Mundo da Rússia, em 2018. Contratado pelo clube inglês em 2017, participou da conquista de três Campeonatos Ingleses e uma Copa da Inglaterra, entre outros títulos de menor importância.





Fonte: Jovem Pan