Luxemburgo não chega a acordo com Vasco e se despede da equipe após jogo com Goiás

0
10


Após 12 partidas e sem conseguir livrar o time da Série B, o treinador vai deixar o comando do time carioca

Foto: ETTORE CHIEREGUINI/AGIF – AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO
Vanderlei Luxemburgo vai deixar o comando do Vasco após o fim do Brasileirão

Vanderlei Luxemburgo não conseguiu salvar o Vasco do rebaixamento no Brasileirão e encerra mais uma passagem no clube nesta quinta-feira, 25, diante do Goiás. A diretoria optou pela não renovação do contrato e o treinador sai após 12 partidas. Luxemburgo e sua comissão técnica comandaram o treino desta quarta-feira, 24, à tarde e depois se reuniram para discutir o futuro. Considerando o técnico “caro” para a nova realidade do clube, que terá enorme redução das receitas, a saída acabou sendo inevitável. “Não conseguimos fazer a renovação do contrato. O Vasco entendeu que não deveria dar continuidade no meu trabalho nessa reestruturação que vai passar. E eu entendi que isso faz parte de um processo natural, normal no futebol”, afirmou o treinador, ciente que o clube perderá receitas e terá de reduzir gastos.

“O Vasco perdeu orçamento, que obviamente diminuiu bastante, e a minha renovação não cabia nesse momento. Entendo perfeitamente e não saio daqui com nenhuma mágoa, muito pelo contrário, feliz por ter tido a oportunidade de trabalhar no Vasco”, enfatizou. Assumiu, contudo, que não cumpriu seu papel de salvar a equipe nestes 12 últimos jogos do Brasileirão. “A meta principal era salvar o Vasco. Eu teria contribuído se tivesse mantido o time na primeira divisão. Não consegui”, lamentou.

E foi além. “Eu queria continuar, mas a diretoria entendeu que não cabia o Vanderlei Luxemburgo nessa reestruturação. Eles têm de fazer aquilo que cabe dentro do orçamento, aquilo que acham que pode ser feito.” Agradeceu e voltou a fazer um mea-culpa. “Fiz o máximo que um profissional pode fazer, mas infelizmente não consegui. Mas tenho que deixar aqui meu agradecimento ao torcedor vascaíno que esteve comigo, aos funcionários do Vasco, seu staff, o pessoal que trabalhou junto comigo aqui. Um grande abraço a todos, a vida continua e com certeza estarei aqui do lado de fora torcendo.”

*Com informações do Estadão Conteúdo





Fonte: Jovem Pan

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui