Lula ou Bolsonaro? Quem as personalidades do futebol apoiam nas eleições | Placar


As eleições realizadas no último domingo, 2, deixaram em aberto a disputa pelo cargo de presidente da República, que será definida somente no segundo turno entre Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL), no próximo dia 30 de outubro. E muitos jogadores ou personalidades do futebol já manifestaram apoio político a um dos candidatos.

Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 9,90/mês. Não perca!

Com 99,99% das urnas apuradas pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Lula teve 57.258.115 votos no primeiro turno, enquanto o candidato à reeleição, Jair Bolsonaro, recebeu 51.071.277.

O time Bolsonaro

Nos últimos dias, Neymar, atacante do PSG e da seleção brasileira, declarou apoio a Bolsonaro. Em vídeo divulgado em suas redes sociais, apareceu dançando uma música pedindo voto no atual presidente.

Outra figura relevante no esporte mundial que está junto de Bolsonaro é o ex-jogador de futsal Falcão. Em vídeo divulgado no Instagram, declarou apoio à reeleição e creditou a escolha à “continuidade do crescimento” do Brasil.

Rivaldo, campeão do mundo com a seleção brasileira em 2002, também não se omitiu. O jogador, que já havia apoiado Bolsonaro em 2018, manteve o posicionamento quatro anos depois e o divulgou em suas redes sociais. Após o resultado, publicou uma foto com o político e escreveu não acreditar na quantidade de votos que Lula recebeu.

Outra personalidade do esporte a declarar apoio a Jair Bolsonaro foi Robinho. O ex-jogador, que tem uma pena de nove anos a cumprir na Itália após condenação por estupro, publicou foto no Instagram fazendo o número 22, o do atual presidente nas urnas.

Bolsonaristas já declarados como Felipe Melo, do Fluminense, Marcos, ex-goleiro do Palmeiras, e Lucas Moura, do Tottenham, mantiveram publicações a favor do presidente. Renato Gaúcho, treinador do Grêmio, Daniel Alves, do Pumas, e Thiago Silva, do Chelsea, entre outros, também levantaram campanha a favor de Bolsonaro.

Um ex-jogador foi responsável por uma publicação incitando a violência após os resultados. Fabrício Manini, que atuou como zagueiro por Ceará e Fortaleza, publicou um story no Instagram em que escreveu: “Depois do resultado do primeiro turno das eleições, espero que todos eleitores do Bolsonaro, assim como eu sou, quando encontrar alguém passando fome ou pedindo algum alimento, não ajude. Passe com o carro por cima da cabeça, para o país não ter mais despesas com esses vermes”. Criticado, ele apagou posteriormente a postagem.

Continua após a publicidade

Fabrício Manini, ex-zagueiro, fez declarações de ódio para apoiar Bolsonaro -
Fabrício Manini, ex-zagueiro, fez declarações de ódio para apoiar Bolsonaro – Instagram/Divulgação

O time Lula

Enquanto parte das personalidades do futebol manifesta apoio ao atual governo, outra ala apoia Lula. Um desses nomes é Walter Casagrande, comentarista e ex-jogador, conhecido por seus posicionamentos contrários à Ditadura Militar desde a época de atleta.

Outra figura que declarou voto em Lula foi Raí, ídolo do São Paulo e Paris Saint-Germain. O campeão do mundo em 1994 é irmão de Sócrates (1954-2011), figura marcante na campanha pelas eleições diretas na redemocratização do Brasil. O ex-jogador divulgou seu apoio via redes sociais e justificou sua escolha pela “saúde democrática brasileira”.

Reinaldo, ex-jogador do Atlético Mineiro, é mais um que ficou com o petista nestas eleições, mesmo que de maneira mais discreta. No domingo, o jogador repostou um story com familiares, fazendo o “L” de Lula com as mãos e ao som de uma música exaltando o ex-presidente. A publicação foi posteriormente apagada.

Reinaldo publicou story apoiando Lula -
Reinaldo publicou story apoiando Lula – Instagram/Divulgação

Juninho Pernambucano, que foi ídolo de Lyon e Vasco, também não esconde seus votos. Em seu Twitter, mantém campanha por Lula e tornou o tema o mais falado de seu perfil. Outros candidatos da base petista também recebem apoio do ex-jogador.

Um evento de Lula com esportistas, realizado dia 27 de setembro, também foi o momento de reunião entre figuras do futebol. Elias, ex-jogador de Flamengo e Corinthians, e Wladimir e Juninho Fonseca, membros da Democracia Corintiana durante a Ditadura Militar, apareceram em foto no evento de apoio ao ex-presidente.

Ex-jogadores e personalidades do esporte em ato de apoio a Lula -
Ex-jogadores e personalidades do esporte em ato de apoio a Lula – Reprodução/Twitter

Vanderlei Luxemburgo, treinador de futebol, também não se absteve e declarou apoio a Lula. Ele concorreria ao cargo de senador por Tocantins pelo PSB (Partido Socialista Brasileiro), mas a candidatura acabou retirada.

Já entre jogadores em atividade, Paulinho, do Bayer Leverkusen, Igor Julião, do Vizela (Portugal), e Yuri Lara, do Vasco, são alguns dos atletas que declararam voto em Lula.

Assine o Amazon Prime e garanta 30 dias grátis de acesso ao Prime Video e outras vantagens

Continua após a publicidade





Placar – Abril