Lugano diz que não acreditava em título com Diniz no São Paulo: ‘Não era consistente’

0
17


Ex-diretor de relações institucionais do clube, o uruguaio também classificou o atual elenco são-paulino como o melhor dos últimos dez anos

Reprodução/InstagramDiego Lugano fez parte da diretoria do São Paulo até o começo do ano

Diretor de relações institucionais do São Paulo até o começo de 2021, Diego Lugano revelou nesta terça-feira, 2, que não acreditava que o time conquistaria algum título na última temporada sob o comando do treinador Fernando Diniz. No entendimento do uruguaio, que agora passará a ser comentarista esportivo do Grupo Disney, a forma de jogar da equipe não era “consistente” para as partidas de mata-mata e decisivas. Segundo o ídolo da torcida são-paulina, ele chegou a conversar com Raí, então diretor executivo de futebol, sobre uma possível mudança no comando técnico.

“À medida que o tempo encurtava e a urgência de ganhar era maior, na minha maneira de ver não achava como a gente ser consistente em jogos importantes de mata-mata ou decisivos com aquela forma de jogar. Não achava, sinceramente. Foi o que tentei fazer a direção entender, que tinha de mudar a forma de jogar para tentar aproveitar esse elenco para obter títulos ainda nesse ano antes de sair. Simplesmente isso, com todo respeito ao treinador e a tomada de decisão. São formas de ver futebol e era minha obrigação por estar lá falar o que achava e pensava”, disse Lugano em entrevista ao Globoesporte.com.

“Em algum momento com muito respeito conversei (com Diniz). Entendia que meu vínculo era o Raí, mas um pouco por lealdade, por ser honesto, conversei com ele sobre isso. Que era hora de mudar o estilo de jogar. Só isso. Não houve briga, nem discussão. Pontos de vista de futebol diferentes. Não da maneira de sentir. Ele disse que entendia que daquela maneira iria ganhar. Eu entendia que daquele jeito não via como ganhar. Simplesmente isso”, completou o ex-jogador, atualmente com 40 anos de idade, que diz não ter participado da contratação de Diniz.

Na conversa, Lugano também classificou o atual plantel do Tricolor como o melhor dos últimos dez anos e elogiou Hernán Crespo, técnico recém-contratado. “Certeza que é o melhor elenco desde a última década. Desde que cheguei em 2015 até agora, certeza. Disparado. Em qualidade e quantidade de jogadores: 2020 o São Paulo tem a melhor geração de Cotia. A melhor e mais numerosa talvez desde 2000 e pouco… é Antony, Helinho, Brenner, Luan, Diego Costa, Walce que machucou, Liziero, Sara, Perri… quem está faltando? A melhor e com mais jogadores de 20 anos prontos para jogar”, cravou o uruguaio antes de falar do treinador argentino. “Gosto do perfil. É um cara que jogou com os melhores jogadores, técnicos, esteve nos melhores vestiários e viveu as melhores sensações. Isso traz uma vantagem indiscutível. Obviamente não quer dizer que é um grande treinador, mas quem viveu isso tem mais vantagem. Indiscutível. Ganhou de cara com o Defensa y Justicia. É um cara promissor, bom carisma, positivo, instruído, acho que combina com São Paulo”, complementou.





Fonte: Jovem Pan

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui