Louis van Gaal deixa cargo de treinador da seleção holandesa para tratar câncer

Técnico de 71 anos anunciou em abril a descoberta de um câncer de próstata; Ronald Koeman será o substituto

EFE/EPA/GEORGI LICOVSKIVan Gaal
Aos 71 anos, van Gaal encerra sua terceira passagem na seleção

O técnico Louis van Gaal, de 71 anos, encerrou nesta quinta-feira, 22, a terceira passagem como técnico da seleção da Holanda. Ele já havia anunciado que não permaneceria na função após a Copa do Mundo, pois se submeteria a um tratamento contra o câncer na próstata. “Que aventura que foi. Obrigado por tudo, treinador”, postou nas redes sociais a federação de futebol da Holanda (KNVB), com imagem do comandante e números de todas as passagens de Van Gaal pelos ‘Oranjes’. O treinador, que havia retornado à seleção no ano passado, também exerceu a função de 2000 a 2001 e de 2012 a 2014. Além disso, treinou clubes como Ajax, Barcelona, Manchester United e Bayern de Munique. Van Gaal anunciou em abril deste ano que estava sendo submetido a um tratamento contra um agressivo câncer na próstata e que seguiria trabalhando até depois da Copa do Mundo, encerrada no último domingo. Depois da eliminação da Holanda diante da Argentina, nas quartas de final, o técnico reafirmou que iria deixar o cargo.

“Não vou seguir na seleção, porque seria só para esse período. Esse era meu último jogo. Disputei 20 jogos e não perdi nenhum”, disse Van Gaal, cujo sucessor já foi anunciado meses atrás e será o ex-jogador Ronald Koeman. No comando da Holanda, o técnico que se despede conquistou 40 vitórias em 63 partidas, recorde nacional. Na última passagem, foram 14 vitórias e seis empates. O melhor resultado de Van Gaal com a seleção foi na Copa do Mundo de 2014, em que a Argentina voltou a ser algoz, nas semifinais, e em que o terceiro lugar foi conquistado após vitória sobre o Brasil.

*Com informações da EFE



Fonte: Jovem Pan