Justiça da Espanha decreta prisão preventiva de Daniel Alves

Jogador já havia sido preso na manhã desta sexta-feira, 20, quando prestou depoimento à polícia; ele é acusado de agressão sexual contra uma mulher em uma boate de Barcelona

EFE/ Antonio Lacerdadaniel alves
Atleta foi preso na manhã desta sexta-feira, 20, enquanto prestava depoimento

O lateral brasileiro Daniel Alves, que atualmente defende o Pumas, do México, teve a prisão preventiva decretada pela Justiça da Espanha nesta sexta-feira, 20. O jogador já havia sido detido enquanto prestava depoimento em uma investigação que apura suposto crime de agressão sexual cometido pelo lateral. Além de ter tido a prisão preventiva decretada, Daniel Alves não terá direito à fiança. Na manhã desta sexta, Alves já deixou o depoimento sob custódia da polícia. Logo após a detenção, a Promotoria da Catalunha pediu a prisão preventiva sem fiança. O pedido foi atendido horas depois. Até o momento, a polícia espanhola não informou porque Daniel Alves foi preso durante o depoimento, já que não havia um mandato de prisão contra ele. Alves é acusado de ter cometido agressão sexual contra uma mulher em uma boate de Barcelona no fim de dezembro de 2022. Entretanto, ele nega as acusações. Apesar da prisão preventiva, o jogador ainda não é considerado réu pelas autoridades.



Fonte: Jovem Pan