Jorge Sampaoli condena criação da Superliga: ‘Ataque à igualdade’

0
10


O ex-treinador do Santos e Atlético-MG comemorou o fato do Olympique ter se ‘dissociado’ do projeto promovido pelo Real Madrid.

Reprodução/Olympique de MarseilleJorge Sampaoli é treinador do Olympique de Marseille

O argentino Jorge Sampaoli, técnico do Olympique de Marseille – o único clube francês a ganhar uma Liga dos Campeões da Europa -, criticou nesta quinta-feira, 22, o projeto da Superliga Europeia, chamando-o de “ataque à igualdade”. “Não tenho ferramentas para dizer se é punível ou não (aos 12 clubes que apoiaram a Superliga). Seria muito importante que este ataque à igualdade gerasse uma análise global do que está acontecendo para que, em vez de as instâncias serem mais separadas, se aproximem um pouco mais”, disse Sampaoli em entrevista coletiva.

O ex-treinador do Santos e Atlético-MG comemorou o fato do Olympique ter se “dissociado” do projeto promovido pelo Real Madrid. “O proprietário (empresário americano Frank McCourt) disse que estava longe dessa opção”. O clube francês – vencedor da Champions em 1993 – não estava entre os 12 fundadores da Superliga e não se esperava que fosse convidado a participar em um primeiro momento, já que a vaga reservada para a França era, inicialmente, atribuída ao Paris Saint-Germain. Sampaoli, que também comandou as seleções da Argentina e Chile, aprofundou suas críticas sobre o plano dos clubes mais ricos da Europa. “Acho que no mundo do futebol, e no mundo em geral, a questão mais importante a resolver é basicamente a desigualdade de oportunidades. Ou seja, não me parece estranho que um grupo de pessoas economicamente poderosas tenha concordado em tirar de quem tem menos”, concluiu.

*Com informações da Agência EFE





Fonte: Jovem Pan

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui