Jogo entre EUA e México tem gritos homofóbicos e torcida arremessando objetos em jogadores

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Decisão da Liga das Nações da Concacaf terminou em confusão depois de gol na prorrogação

Reprodução/ TwitterDentro de campo, o jogo foi bem disputado e definido na prorrogação

A final da Liga das Nações da Concacaf entre Estados Unidos e México terminou em confusão na noite deste domingo, 6. A partida disputada em Denver teve gritos homofóbicos vindos das arquibancadas e objetos arremessados contra os jogadores de forma violenta. Os torcedores usaram palavras em espanhol para suas ofensas, que ficaram tão altas que o juiz precisou interromper a partida. Os Estados Unidos estavam comemorando a vitória em frente à torcida mexicana quando levaram garrafadas e outros objetos na cara. Um dos atletas até chegou a cair no gramado ao ser atingido no rosto.

Comentarista na partida, Alexi Lalas expressou ‘vergonha’ pelo ocorrido. “O comportamento da multidão em Denver foi uma vergonha para nosso esporte e nosso país”. Dentro de campo, o jogo foi bem disputado e definido na prorrogação. Quem saiu na frente foram os mexicanos com Jesús Corona no primeiro minuto de jogo. Aos 27, Reyna empatou. No segundo tempo, Laínez deixou o México novamente na frente, mas outra vez os norte-americanos empataram, desta vez com McKennie. No tempo extra, Pulisic apareceu para definir de pênalti e dar o título aos EUA.

Confira um vídeo da confusão no final da partida:





Fonte: Jovem Pan