Invicto, Medvedev supera Thiem e conquista ATP Finals pela primeira vez

0
9


Esse foi o quinto ano seguido em que o torneio teve um vencedor inédito; o russo de 24 anos de idade tinha eliminado Rafael Nadal na semifinal

EFE/EPA/ANDY RAINDaniil Medvedev beija o troféu da ATP Finals como campeão invicto do torneio

Neste domingo, 22, Daniil Medvedev coroou sua ótima performance de 2020 com o título mais importante da sua carreira. Aos 24 anos de idade, o russo derrotou o austríaco Dominic Thiem de virada, por 2 sets a 1, e se tornou campeão invicto da ATP Finals, que reúne os oito melhores tenistas da temporada. A partida contra Thiem teve 2h43 de duração e parciais de 4/6, 7/6 (7/2) e 6/4. Mednev foi o primeiro do grupo que tinha o pentacampeão Novak Djokovic, o vencedor de 2018 Alexander Zverev e o estreante Diego Schwartzman, além de ter eliminado na semifinal o número 2 do mundo, Rafael Nadal. O jovem, portanto, conquistou o troféu derrotando os três primeiros colocados do ranking da ATP, o primeiro a conquistar esse feito no torneio em Londres.

Medvedev também foi o primeiro russo a triunfar no ATP Finals desde 2009, quando Nikolay Davydenko ficou com o título. Curiosamente, Davydenko venceu na primeira vez que Londres recebeu o torneio e a edição de 2020 foi a última em território britânico. A partir do ano que vem, o evento será disputado em Turim, na Itália. “Eu sempre disse antes deste torneio que seria uma história incrível se, aqui em Londres, onde a competição foi disputada por 11 anos, o primeiro campeão fosse russo e o último campeão também”, disse o vencedor, que faturou 1.500 pontos no ranking pela conquista.

O austríaco Dominic Thiem, por sua vez, não escondeu a frustração de ter sido vice pelo segundo ano consecutivo. Em 2019, ele foi derrotado na decisão pelo grego Stefanos Tsitsipas. O austríaco tentava se tornar o primeiro jogador de seu país a vencer o ATP Finals. “Claro que estou decepcionado, mas ao mesmo tempo também estou orgulhoso do desempenho de toda a semana. Daniil realmente mereceu”, reconheceu Thiem, que levou 800 pontos pelo segundo lugar. Esse foi o quinto ano seguido em que o torneio teve um vencedor inédito.

*Com Estadão Conteúdo





Fonte: Jovem Pan

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui