Inter de Milão afasta boatos sobre Eriksen: ‘Não teve Covid-19 e não foi vacinado’

0
23


Eriksen desmaiou em campo aos 43 minutos da partida entre Dinamarca e Finlândia, em Copenhagen, pela rodada inaugural da Eurocopa

EFE/EPA/Friedemann VogeEriksen desmaiou durante a partida entre Dinamarca e Finlândia, pela Eurocopa

Diretor da Inter de Milão, Giuseppe Marotta negou neste domingo, 13, que o meio-campista que defende o time italiano e a seleção dinamarquesa, Christian Eriksen, tenha se contaminado com o novo coronavírus ou recebido a vacina contra a Covid-19. A declaração foi feita para desmentir os boatos de que o jogador tenha desmaiado em campo na partida contra a Finlândia, pela Eurocopa, por influência do vírus ou do imunizante. “Ele [Eriksen] não teve Covid e também não foi vacinado. Eu posso dizer que a equipe médica da Inter está em contato com a equipe médica da Dinamarca desde o início”, disse o diretor à emissora Rai Sport.

Eriksen desmaiou em campo aos 43 minutos da partida entre Dinamarca e Finlândia, em Copenhagen, pela rodada inaugural da Eurocopa. O atleta, que sofreu uma parada cardíaca, precisou ser reanimado e levado diretamente para o hospital. O diretor da Inter, no entanto, precisou desmentir uma fala do médico Sanjay Sharma, que trabalhou com Eriksen no Tottenham, e disse que o coronavírus ou a vacina possam ter influência no mau súbito do jogador. “Obviamente, tivemos a Covid. Alguns jogadores de futebol podem ter tido infecção subclínica de covid, que pode ter resultado em cicatrizes no coração”, afirmou Sharma ao tabloide britânico Daily Mail.





Fonte: Jovem Pan