Homens e mulheres das seleções de futebol dos EUA fecham acordo por premiação igualitária

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp

(Reuters) – Os jogadores das seleções masculina e feminina dos Estados Unidos receberão pagamentos e bônus iguais, incluindo nas Copas do Mundo, após se unirem para fechar um acordo coletivo histórico com a Federação de Futebol dos Estados Unidos (USS) nesta quarta-feira.

Em competições oficiais, incluindo a Copa do Mundo, os jogadores das seleções feminina e masculina receberão pagamentos idênticos por partida.

A Federação Norte-Americana se tornou a primeira do mundo a igualar a premiação da Copa do Mundo da Fifa direcionada aos times feminino e masculino pela participação em seus respectivos Mundiais.

Os acordos durão até 2028, cobrindo os dois próximos ciclos de Copa do Mundo e Olimpíada. Eles também deixarão os jogadores entre os mais bem pagos do futebol de seleções do mundo, disse a federação.

A equipe feminina não receberá mais salários fixos e terá o mesmo sistema de pagamentos por partida do seu correspondente masculino.

Em outra medida inédita para a USS e o sindicato dos jogadores, a federação dividirá uma parte das receitas de transmissão, comerciais e de patrocinadores igualmente entre os times feminino e masculino.

Os acordos encerraram uma disputa que começou em 2016, quando algumas jogadoras entraram com uma reclamação federal de discriminação salarial alegando que recebiam menos dinheiro do que os homens, embora gerasse mais receitas para a federação de futebol dos Estados Unidos.

(Reportagem de Manasi Pathak, Rami Ayyub e Brendan O’Brien)







Fonte: Mix Vale