Governador do RJ rejeita torcida única nas semifinais do Carioca, mas bane organizadas dos estádios

Opção foi cogitada após as brigas generalizadas dos últimos clássicos do Estadual

CELSO PUPO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDOTorcida do Flamengo está fazendo bonito no Brasileirão 2022
Torcida do Flamengo durante partida no Maracanã

Governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro (PL) anunciou nesta sexta-feira, 10, que rejeitou a hipótese de adotar torcida única nos jogos válidos pelas semifinais do Campeonato Carioca 2023 – a opção foi cogitada após as brigas generalizadas dos últimos clássicos. A decisão foi comunicada para a imprensa depois de uma reunião do mandatário com representantes dos quatro times que brigam pelo título (Flamengo, Fluminense, Vasco e Volta Redonda). No encontro, também participaram do presidente da Ferj, comandantes das polícias Militar e Civil, o procurador-geral do Rio, o secretário de esportes, dois desembargadores do Tribunal de Justiça, além de um representante do Ministério Público do RJ. Castro, por outro lado, barrou a venda de ingressos para as organizadas Raça Rubro-Negra, Jovem Fla, Força Jovem, Young Flu e Fúria Jovem. A Polícia Civil, por sua vez, reafirmou que vai abrir inquérito para investigar organização criminosa em casos de brigas de torcidas organizadas em dias de jogos. Já a PM reconheceu falhas no policiamento nas últimas partidas do Estadual.



Fonte: Jovem Pan