Gaviões cobra jogadores experientes do Corinthians e pede demissão de Mancini: ‘Não dá mais’

0
11


Torcida organizada do Timão afirma que Jô, Luan, Fagner, Cássio, Gil, Fábio Santos e Gabriel não estão apresentado futebol condizente com o salário que recebem

Claudio Gomes/Pthotopress/Estadão Conteúdo – 17/03/2021Vagner Mancini desagrada boa parte da torcida do Corinthians devido ao futebol apresentado no começo da temporada 2021

No dia seguinte ao empate do Corinthians com o modesto time do São Bento, a torcida organizada Gaviões da Fiel publicou um manifesto em que critica os jogadores mais experientes do clube — inclusive ídolos com Cássio, Fagner e Jô — e pede a demissão do treinador Vagner Mancini. Com alguns jogos a mais do que os principais rivais, o Timão é o líder geral do Campeonato Paulista, mas o futebol não agrada à torcida. Na Copa do Brasil, a equipe se salvou nos pênaltis de uma vexatória eliminação para o recém-criado Retrô, de Pernambuco. “Em relação ao técnico Vagner Mancini, reconhecemos sua importância na temporada passada. Mas percebemos que não dá mais e, por isso, pedimos a sua saída. Ao longo da sua passagem, não conseguiu organizar o elenco. O time não possui padrão de jogo e, mesmo depois de tantos meses, nem sequer encontrou um time titular. A cada jogo vemos mudanças sem efeito, e o nível do futebol sempre muito aquém do peso da camisa corintiana”, reclama a Gaviões

A torcida deu um refresco aos jovens recém-promovidos das categorias de base para concentrar as críticas nos mais experientes. Nem Cássio, que soma nove títulos em preto e branco, foi poupado. “Não vemos desculpa para o futebol apresentado, principalmente por parte de jogadores experientes. , Luan, Fagner, Cássio, Gil, Fábio Santos e Gabriel são veteranos e precisam criar vergonha na cara e jogar a bola que sabem”, diz um ácido trecho da nota. A Gaviões afirma que, após reuniões com a diretoria, recebeu a informação de que os salários dos atletas não estão atrasados. Por fim, a torcida subiu o tom e, sem especificar como, prometeu subir o tom. “A nossa paciência acabou e a, partir de agora, se não cumprirem com a obrigação de jogar bola com raça e respeito à camisa do Corinthians, a cobrança será à altura. Já que não podemos ir até o CT conforme nossa vontade, devido à pandemia, dos decretos impostos pelo Estado e as proibições vindas do próprio Corinthians, encontraremos outras maneiras de exigirmos que joguem na mesma proporção do salário que recebem.”

Veja a nota publicada nas redes sociais da Gaviões da Fiel:





Fonte: Jovem Pan

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui