Gabriel Pirani, do Santos, provoca São Paulo e cutuca Liziero: ‘Fiquei feliz com a assistência’

0
21


Autor do segundo gol no clássico, o meio-campista também exaltou o começo de trabalho feito pelo técnico Fernando Diniz no time da Vila Belmiro

LENITA RODRIGUES/O FOTOGRÁFICO/ESTADÃO CONTEÚDOGabriel Pirani marcou na vitória do Santos contra o São Paulo, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro

Gabriel Pirani foi um dos destaques do Santos na vitória do São Paulo por 2 a 0, no último domingo, 20, na Vila Belmiro, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. Após passe errado de Igor Liziero na saída de bola, o jovem santistas recebeu um “presente” e não desperdiçou, fazendo o segundo do Peixe no clássico. Na noite da última segunda-feira, o meio-campista mostrou personalidade ao provocar o Tricolor e cutucar o jogador do time rival. “Não consegui agradecer ao Liziero, nem vi ele no final do jogo, mas fiquei muito feliz com a assistência que ele deu”, brincou Pirani, em entrevista ao “Arena SBT”. “Na base, de todos os clássicos que joguei, o que eu mais fiz gols foi contra o São Paulo. Então, estou mantendo a rotina”, completou o atleta de 18 anos.

Pirani também exaltou o começo de trabalho feito pelo técnico Fernando Diniz no Santos. “Além de muita energia, que é o que ele transmite sempre, o que foi determinante foi a estratégia. A gente sabia que ele era ex-técnico do São Paulo, e nós queríamos provar que poderíamos vencer o jogo, também por conta de três clássicos que disputamos no Paulista e não tínhamos ganhado. Para o Diniz teve um prazer a mais e para nós também pela primeira vitória em clássico na temporada”, afirmou Pirani. “Com o Diniz, sabíamos da situação que estávamos enfrentamos. Depois de passar por quase um rebaixamento no Paulista e eliminação na Libertadores, queríamos dar a volta por cima. O Diniz exige muita intensidade”, completou.





Fonte: Jovem Pan