Fluminense marca reunião com CBF para reclamar da arbitragem após derrota para o Atlético-MG

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


O Tricolor das Laranjeiras reclama, principalmente, do polêmico pênalti marcado a favor do Galo, que facilitou a vitória do time comandado por Cuca

FERNANDO MORENO/AGIF – AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDOO Atlético-MG venceu o Fluminense por 2 a 1 e ficou perto do título do Brasileirão

O Fluminense informou, na manhã desta segunda-feira, 29, que irá se reunir com o presidente da Confederação Brasileira de Futebol, Ednaldo Rodrigues, e com o mandatário da comissão da arbitragem da entidade, Alício Pena Júnior, para reclamar da arbitragem na derrota diante do Atlético-MG, no último domingo, no Mineirão. O Tricolor das Laranjeiras reclama, principalmente, do polêmico pênalti marcado a favor do Galo – no lance, o VAR, comandado por José Cláudio Rocha Filho, viu toque de mão de Marlon e avisou o árbitro Marielson Alves Silva, que, ao analisar as imagens, marcou o pênalti convertido por Hulk. Com o resultado, os mineiros ficaram ainda mais perto da taça do Campeonato Brasileiro, enquanto o Flu estacionou na sétima posição.

“O presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, se reunirá hoje com o presidente da comissão de arbitragem da CBF e com o presidente da entidade, Ednaldo Rodrigues, para levar seu protesto formal à entidade. O dirigente questiona o desempenho da arbitragem no jogo contra o Atlético-MG, mas principalmente a decisão que resultou na marcação inexplicável do pênalti”, informou a diretoria do clube carioca. Na súmula da partida, o árbitro Marilson relatou uma agressão verbal por parte do mandatário do Tricolor. “Ao final da partida veio o presidente da equipe do Fluminense F.C, o senhor Mário Bitencourt, também aos gritos de “vagabundo, filho da ****, você é um canalha, é um moleque, pode relatar mesmo”, escreveu.





Fonte: Jovem Pan