Ex-presidente do Valencia, da Espanha, é investigado por abuso sexual a atleta adolescente

0
8


Pedro Cortés teria tocado jovem enquanto lhe dava carona até o centro de treinamento do clube

Divulgação / Valencia Club de FutbolValencia afirma que prioridade foi acompanhar o jogador que fez a denúncia

Pedro Cortés, ex-presidente do Valencia e ex-delegado da seleção espanhola, passou a ser investigado após a denúncia de abuso sexual a um jogador adolescente do clube, que teria entre 16 e 17 anos. O Juizado de Primeira Instância e Instrução de Paterna (na cidade de Valência) recebeu a denúncia em novembro de 2020 e, após diligências iniciais, ofereceu a denúncia contra o cartola. De acordo com o relato da família, o abuso teria ocorrido no carro de Cortés, de 72 anos, quando ele tentou tocar o jovem enquanto lhe dava uma carona até o centro de treinamento do Valencia. A família do jovem realizou a denúncia e apresentou mensagens de whatsapp ao tribunal como provas.

Cortés foi presidente do Valencia em 1986 e entre 1997 e 2001, e delegado da seleção espanhola de 2001 até janeiro de 2021, quando renunciou ao cargo não-remunerado por conta das denúncias. A defesa dele ainda não se manifestou publicamente. No despacho, que é expedido uma vez concluída a investigação do caso, as partes têm 10 dias para requerer a extinção ou a abertura do processo. Em comunicado oficial, o Valencia afirmou que desde que tomou conhecimento da denúncia, “a prioridade foi acompanhar e dar apoio ao jovem atleta e à sua família para garantir o bem-estar e atender suas necessidades em momentos tão difíceis”. O clube também ressaltou que o abuso teria acontecido fora de suas instalações e que confia na justiça espanhola.





Fonte: Jovem Pan