Éverton, da Ponte Preta, é acusado de importunação sexual – 14/11/2023 – Esporte


Duas mulheres registraram queixa contra o jogador Éverton, de 34 anos, da Ponte Preta. Elas o acusam de importunação sexual e lesão corporal, em Paulínia, a 116 km de São Paulo. Em nota, o jogador repudiou as acusações.

“Por orientação dos seus advogados, ao menos por ora, [Everton] não irá se manifestar sobre detalhes da imputação”, diz um trecho do comunicado divulgado pelo G1.

Conhecido por suas passagens por Flamengo, Grêmio e São Paulo, o atacante esteve em um churrasco no último sábado (11). Segundo as mulheres, que são irmãs, em momento de confraternização na piscina, ele passou as mãos nas nádegas de ambas. Confrontado, ainda de acordo com o relato delas, cometeu agressões físicas. As informações são da globo.com.

Um vídeo obtido pela EPTV, afiliada da Rede Globo na região de Campinas, mostra Éverton se aproximando, de costas, de uma mulher, em momento em que dez pessoas estão na piscina. Eles se tocam, e imediatamente a mulher reage, discutindo com o jogador e empurrando sua cabeça. São imagens do circuito interno do condomínio.

Ao fim do período registrado em vídeo, houve uma confusão. As mulheres dizem ter sido agredidas, e uma delas exibiu ao globo.com uma fotografia do que seria um ferimento causado pelo atleta. De acordo com o advogado das mulheres, Erico Claro, uma delas foi mordida.

O episódio de sábado, diz a acusação, não foi o primeiro. Dois dias antes, uma das mulheres foi jantar na casa de Éverton na companhia do marido. Segundo ela, ele se sentou ao seu lado e começou a acariciar sua panturrilha. Ela afirmou ter pensado que o atacante agiu “por conta do efeito de consumo de bebida alcoólica”. Por isso, consta no boletim divulgado pela globo.com que ela acreditava se tratar de um episódio isolado.

Éverton não vem jogando pela Ponte Preta. Com a carreira marcada por lesões e duas cirurgias recentes no tornozelo esquerdo, entrou em campo apenas cinco vezes na temporada, a última delas em 9 de setembro sem nenhum gol. A agremiação campineira informou que não vai se manifestar sobre as acusações por ser um “assunto pessoal”.

Veja a nota do jogador

“A assessoria de Everton Cardoso da Silva vem a público para manifestar que ele repudia os termos da acusação que ora lhe recai. Informa que, por orientação dos seus advogados, ao menos por ora, não irá se manifestar sobre detalhes da imputação, mesmo porque apenas no final da tarde de hoje (terça-feira, 14/11) foi obtido acesso aos autos, e em momento em que se estava às voltas com a apresentação dele e da sua esposa no IML, onde foram realizados exames de corpo de delito dadas as importantes lesões recebidas ao final de um evento de confraternização para o qual foram convidados”.



Folha de S.Paulo