Eurocopa: Conheça os favoritos ao título e os maiores vencedores do torneio 

0
12


Disputado desde 1960, o campeonato chega à sua 16ª edição com onze sedes espalhadas pelo Velho Continente e conta com fortes candidatos ao troféu, como França, Portugal e Inglaterra

Montagem sobre fotos/EFE/EPA/STEPHANIE LECOCQ/ EFE/EPA/SEBASTIEN NOGIER/EFE/Kiko HuescaMbappé, da França, Cristiano Ronaldo, de Portugal, e Lukaku, da Bélgica são atrações da Eurocopa 2021

A Eurocopa, um dos torneios de maior tradição entre seleções, começa a partir desta sexta-feira, 11, com a partida entre Turquia e Itália, no Olímpico de Roma, marcada para as 16 horas (de Brasília). Disputado desde 1960, o campeonato chega à sua 16ª edição realizado em 11 sedes espalhadas pelo Velho Continente e apresenta alguns francos favoritos. Atual campeã mundial, a França vai em busca do tricampeonato da competição continental com uma base forte e consolidada. Já Portugal, vencedor da última Euro, conta com um elenco renomado, que não se limita a Cristiano Ronaldo, craque da Juventus. Vale lembrar que, mesmo com o adiamento da competição em um ano devido à pandemia — e todas as complicações provocadas pelo novo coronavírus, a Uefa decidiu manter o formato, com 24 seleções dividas em seis grupos. Avançam às oitavas de final as duas melhores equipes de cada chave, além de quatro terceiras colocadas. Na fase de mata-mata, as classificações serão definidas em jogos únicos. Abaixo, a Jovem Pan Online lista as principais candidatas a levantar o troféu. A final está marcada o dia 11 de julho, em Wembley, na Inglaterra.

Favoritas

França

Olivier Giroud comemora gol na França

Olivier Giroud, reserva de Benzema, comemora gol da França

A seleção francesa “bateu na trave” e sofreu com a frustração de ser vice-campeã em casa há cinco anos, quando sediou a Eurocopa e perdeu a final para Portugal na prorrogação. Resiliente, o time treinado por Didier Deschamps mostrou todo seu poder de recuperação ao ser bicampeão do mundo dois anos depois, na Copa de 2018, realizada na Rússia. Além de ter uma equipe com jogadores experientes, como Hugo Lloris, Raphael Varane, Paul Pogba e Antoine Griezmann, o técnico também conta com o talento de jovens estrelas, como o atacante Kylian Mbappé. Para qualificar ainda mais o plantel, Karim Benzema, craque do Real Madrid, retornou aos “Blues” após cinco anos. A fase dos jogadores franceses também é ótima. N’Golo Kanté, por exemplo, foi um dos principais responsáveis pelo título do Chelsea na última Liga dos Campeões, enquanto Mbappé segue brilhando no PSG. Com tantos atletas na elite do futebol europeu, a França surge como grande favorita a levantar o troféu, ainda que precise enfrentar Portugal e Alemanha no Grupo F, considerado o da “morte”. A Hungria completa a chave.

Time-base: Hugo Lloris; Pavard, Varane, Kimpembé e Lucas Hernández; Kanté, Paul Pogba e Rabiot (Tolisso); Kylian Mbappé, Antoine Griezmann e Karim Benzema.

 

Portugal

Cristiano Ronaldo durante a partida entre Sérvia e Portugal

Cristiano Ronaldo durante a partida entre Sérvia e Portugal

Campeão da última Eurocopa e vencedor da primeira edição da Liga das Nações, Portugal está aproveitando a boa safra para se acostumar a levantar taças e figurar entre as principais equipes do continente. Embalada, a seleção portuguesa perdeu apenas duas vezes em 28 partidas desde a eliminação para o Uruguai no último Mundial e tem bons jogadores em todas posições do campo. No setor ofensivo, o treinador Fernando Santos pode se orgulhar de comandar excelentes atletas como Cristiano Ronaldo, da Juventus, João Félix, do Atlético de Madrid, Bernardo Silva, do Manchester City, Diogo Jota, do Liverpool, Bruno Fernandes, do Manchester United, entre outros. Os bons laterais João Cancelo e Raphael Guerrero, junto com a experiência do zagueiro Pepe e do goleiro Rui Patrício, também dão uma certa “casca” ao time.

Time-base: Rui Patrício; João Cancelo, Rúben Dias, Pepe (Fonte) e Raphael Guerrero; Danilo Pereira, Sérgio Oliveira e Bruno Fernandes (Renato Sanches); Bernardo Silva, Diogo Jota (João Felix) e Cristiano Ronaldo.

Alemanha

A Alemanha venceu a Letônia por 7 a 1

A Alemanha venceu a Letônia por 7 a 1 em amistoso preparatório para a Euro

Seleção com mais títulos da Euro, a Alemanha é outra equipe do Grupo F que começa o torneio como favorita. Apesar de viver um período de transição, que passa pela despedida do técnico Joachim Löw após o torneio, o time germânico é considerado muito forte, com a base formada por jogadores do Bayern de Munique: Neuer, Kimmich, Goretzka, Muller, Gnabry e Sané. Há também atletas que acabaram de vencer a Liga dos Campeões com a camisa do Chelsea, como Kai Havertz, Timo Werner e Rudiger. Com entrosamento e um meio-campo muito qualificado, a Alemanha pode sonhar em ser tetra também na competição continental.

Time-base: Neuer; Ginter, Hummels e Rudiger; Kimmich, Gundogan, Kroos e Gosens; Gnabry (Sané), Havertz e Muller.

Inglaterra

Ollie Watkins comemora seu gol pela inglaterra

Jogadores da Inglaterra festejam vitória em amistoso antes da Eurocopa

O treinador Gareth Southgate tem em mãos, provavelmente, uma das três melhores gerações da história da seleção inglesa, podendo colocar em campo jovens que se destacaram na temporada europeia, como Mason Mount, do Chelsea, Phil Foden, do Manchester City, Jude Bellingham, do Borussia Dortmund, e outros. Buscando o primeiro título, a Inglaterra está em um grupo mais acessível, ao lado de Croácia, República Tcheca e Escócia.

Time-base: Johnstones (Pickford); Alexander-Arnold, Maguire, Stones (Mings) e Shaw (Trippier); Bellingham, Rice, Grealish (Mount), Sancho (Foden), Rashford e Kane. 

Bélgica

Lukaku é a estrela da seleção belga

Lukaku é a estrela da seleção belga

Líder do ranking da Fifa e semifinalista da última Copa do Mundo, a seleção belga também vem forte na briga pelo primeiro título de expressão de sua história. Além de mais experiente, os “Diabos Vermelhos” contam com um esquema de três zagueiros bem implantado por Roberto Martínez, que dá segurança ao sistema defensivo. Na frente, a qualidade técnica de Kevin De Bruyne, Mertens e Romelu Lukaku são as esperanças de solução. Na chave B, a Bélgica não deverá ter problemas para avançar diante de Dinamarca, Rússia e Finlândia.

Time-base: Courtois; Alderweireld, Denayer e Vertonghen; Castagne, Dendoncker, Tielemans e Chadli (Thorgan Hazard); De Bruyne, Mertens (Eden Hazard) e Romelu Lukaku.  

Maiores campeãs da Eurocopa

3 – Espanha (1964,2008 e 2012) e Alemanha (1972, 1980 e 1996)
2 – França (1984 e 2000)
1 – Portugal (2016)
1 – Grécia (2004)
1 – Dinamarca (1992)
1 – Holanda (1988)
1 – Tchecoslováquia (1976)
1 – Itália (1968)
1 – União Soviética (1960)





Fonte: Jovem Pan