Esquiva Falcão rebate críticas por ter fechado com a Havan: ‘Vai me ajudar a chegar no título mundial’

0
15


Através da rede social, o pugilista, medalhista de prata nos Jogos Olímpicos de Londres, afirmou que o patrocínio o ajudará a chegar ao título mundial e pediu para que as pessoas ‘não confundam’ a parceria com política

Divulgação/HavanEsquiva Falcão ao lado de Luciano Hang, dono da Havan

O boxeador Esquiva Falcão utilizou sua conta no Twitter na tarde desta quinta-feira, 20, para se defender das críticas sofridas por ter fechado patrocínio com a Havan, rede de departamentos que tem como dono Luciano Hang, pessoa próxima de Jair Bolsonaro (sem partido). Através da rede social, o pugilista afirmou que a empresa o ajudará a chegar ao título mundial e pediu para que as pessoas “não confundam” a parceria com política. “Estou vendo aqui uma galera reclamando que eu estou fechado com a Havan e parando de me seguir. A Havan é meu patrocinador oficial que vai me ajudar a chegar no título Mundial. Não confunda patrocínio com política. Tem pessoas deixando de torcer só porque agora faço parte da Havan”, escreveu Esquiva, que deve enfrentar Gennady Golovkin, do Cazaquistão, o atual campeão mundial, em agosto, em luta marcada para Las Vegas, nos EUA.

Medalhista de prata nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, Esquiva Falcão viralizou recentemente nas redes sociais por vender e entregar mini-pizzas, feitas por sua esposa. A situação sensibilizou a web e diversas empresas o procuraram para fechar patrocínio, entre elas a Havan. Após o acerto com a rede de departamentos, diversos seguidores passaram a criticar o pugilista. Vale lembrar que o mesmo aconteceu quando o Flamengo fechou contrato com a empresa, na semana passada, revoltando milhares de torcedores do Rubro-Negro. O acordo, ainda assim, foi selado.





Fonte: Jovem Pan