Em nota, Botafogo repudia invasão ao CT e diz que providências estão sendo tomadas

Clube criticou a intimidação, afirmou que contatou a Polícia e que o futebol brasileiro ‘não pode mais se sujeitar a este tipo de episódio’

Reprodução/Twitter/@FuriaOficial01Fúria Jovem, organizada do Botafogo, invadiu o CT do clube para prostestar
Membros da TO Fúria Jovem invadiram o CT nesta quarta para cobrar jogadores

Horas depois da invasão de torcedores ao CT do Botafogo, o clube se manifestou por nota informando que repudia os atos dos membros da torcida organizada Fúria Jovem e que está tomando as providências com a Polícia e os órgãos competentes. “O Clube repudia veementemente a forma como funcionários e atletas foram ameaçados, intimidados e hostilizados dentro de um ambiente privado, de trabalho, e no exercício de suas funções. É inadmissível e o Botafogo não vai aceitar este tipo de ocorrência”, disseram. “O futebol brasileiro não pode mais se sujeitar a este tipo de episódio, que tem sido recorrente em diversos clubes do país. Protestos são válidos e aceitos, mas desde que não extrapolem o ambiente de civilidade”, completa a nota. A diretoria reconhece o ‘momento delicado’ do time em campo, que está na zona de rebaixamento do Brasileirão, e reafirma o compromisso da SAF em restaurar as forças da equipe.

Na nota, a diretoria do Glorioso também critica uma nota publicada na coluna de Ancelmo Gois, no ‘O Globo’, sobre falta de comprometimento de atletas. “Sobre reportagem, o Clube nega as ilações de falta de comprometimento dos atletas e os fatos apresentados, tentando entender as reais motivações por trás da notícia. O Botafogo não vai permitir que a dignidade e a credibilidade do trabalho de seus profissionais sejam colocadas à prova por uma reportagem que sequer cumpriu o papel básico do jornalismo: ouvir o outro lado”, disparou. A equipe de Luís Castro volta a campo nesta quinta-feira, 15, às 16h (horário de Brasília) contra o São Paulo, no Engenhão.



Fonte: Jovem Pan