Donos de clube de beisebol dos EUA juntam-se a financista para fazer oferta pelo Chelsea

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Por Peter Hall

LONDRES (Reuters) – Os donos do time de beisebol Chicago Cubs se uniram ao fundador da Citadel, Ken Griffin, para apresentar uma oferta para comprar o clube de futebol inglês Chelsea, disse um porta-voz de Griffin nesta quarta-feira.

Os donos dos Cubs, a família Ricketts, e Griffin formaram um grupo de investimento que deve fazer uma oferta formal pelo clube londrino na sexta-feira. A oferta não envolve a Citadel, o negócio de fundos de hedge, apenas Griffin.

A família Ricketts disse que irá liderar o grupo na oferta.

“Como operadores experientes em um time esportivo profissional icônico, a família Ricketts e seus parceiros entendem a importância de investir para o sucesso em campo, respeitando as tradições do clube, dos torcedores e da comunidade”, disse o grupo de investidores da família Ricketts, em comunicado.

Outro interessado no negócio, Nick Candy, se juntará a um rosto familiar dos torcedores do Chelsea, o ex-jogador e técnico Gianluca Vialli, que anunciou que estava trabalhando com a incorporadora britânica em uma proposta.

“Estou orgulhoso e me sinto muito privilegiado por apoiar a oferta do senhor Candy para comprar o Chelsea”, disse Vialli em comunicado, após o anúncio de que a empresa que ele cofundou, a Tifosy, atuará como principal consultora do processo.

O Chelsea foi colocado à venda por Roman Abramovich após a invasão da Ucrânia pela Rússia, antes que as sanções fossem impostas ao oligarca russo pelo governo britânico.

Os campeões europeus estão agora operando sob uma licença especial e são efetivamente controlados pelo governo britânico.

Abramovich comprou o clube em 2003 por 140 milhões de libras (183,2 milhões de dólares). Ele financiou o Chelsea com 1,5 bilhão de libras em empréstimos totais por meio da Fordstam Limited, entidade pela qual ele é dono do clube.

Seu investimento resultou na era de maior sucesso da história do clube, com cinco títulos da Premier League, cinco Copas da Inglaterra e a Liga dos Campeões duas vezes.

O Chelsea é classificado pela Forbes como o sétimo clube mais valioso do futebol mundial, valendo 3,2 bilhões de dólares.

(Por Peter Hall, Rohith Nair e William James)









Fonte: Mix Vale