Djokovic conquista Wimbledon e se iguala rivais em Grand Slams

0
11


Sérvio venceu o italiano Matteo Berrettini neste domingo, por 3 sets a 1 e se igualou a Roger Federer e Rafael Nadal

Reprodução/ Twitter @DjokerNoleTenista derrotou Matteo Berrettini neste domingo, 11

O sérvio Novak Djokovic venceu o italiano Matteo Berrettini neste domingo, por 3 sets a 1, na final de Wimbledon e se igualou ao suíço Roger Federer e ao espanhol Rafael Nadal, com os quais passou a dividir o posto de maiores vencedores de torneios masculinos de Grand Slam, com 20 conquistas cada. Para confirmar o hexacampeonato em Wimbledon, o tenista número 1 do mundo superou o nono colocado do ranking da ATP de virada, com parciais de 6-7 (4), 6-4, 6-4 e 6-3. Com a nova conquista, Djokovic também se tornou o primeiro tenista homem desde Rod Laver, em 1969, a ganhar os três primeiros torneios de Grand Slam do ano. Inexperiente neste tipo de final, Berrettini chegou à final disposto a dar trabalho, sendo o primeiro italiano a decidir o título de Wimbledon e, consequentemente, o primeiro a perdê-la. Djokovic só perdeu uma das sete finais que disputou no Grand Slam londrino, para Andy Murray, em 2013. Recordista, o sérvio soma 328 semanas no topo do ranking mundial e é o único homem a ter conquistado os quatro Grand Slams ao menos duas vezes na Era Open. Agora, Djokovic está a dois torneios (Jogos Olímpicos de Tóquio e US Open) de se tornar o primeiro homem na história a conquistar o Golden Grand Slam, quando se conquista os quatro torneios Grand Slam e os Jogos Olímpicos no mesmo ano. Até hoje, apenas a alemã Steffi Graf conseguiu o feito, em 1988.

*Com informações da EFE





Fonte: Jovem Pan