Diretor do Palmeiras, Anderson Barros nega problemas com Abel Ferreira

0
3


O dirigente descartou a possibilidade do técnico português deixar o Alviverde, ainda que ele receba convites de clubes do exterior após o bom trabalho feito na última temporada

Reprodução/Cesar Greco/Palmeiras Anderson Barros, diretor do Palmeiras, ao lado do presidente Maurício Galiotte

Anderson Barros, diretor de futebol do Palmeiras, descartou nesta terça-feira, 1º, a possibilidade de Abel Ferreira deixar o clube nesta temporada. Em entrevista ao SporTV, o dirigente disse que não vê problemas no trabalho do português, que, antes do jogo com o Flamengo, chegou a dizer que estava “à espera de ser demitido”. “Ele nunca foi demitido, nunca foi convidado a interromper um trabalho, em Portugal (no Braga) ou na Grécia (PAOK). Incomoda a ele às vezes as decisões intempestivas que o futebol oferece. O Palmeiras tem um trabalho extremamente alinhado, o Abel nos pediu recentemente a contratação de determinados atletas para posições específicas e não conseguimos atender. Normal, o Palmeiras entendeu que deveria priorizar o equilíbrio financeiro e não poderia ir além de sua capacidade neste momento, de forma clara entre nós internamente. O Abel percebe o que o Palmeiras pode dar a ele e temos a convicção do que ele nos oferece no dia a dia, pela qualidade do trabalho que desenvolve”, disse Anderson.

O dirigente ainda afirmou que não acredita em uma demissão de Abel Ferreira, ainda que ele receba convites de clubes do exterior após o bom trabalho feito na última temporada. “Acredito muito que a gente termine o processo que começou. Acredito que com o Abel isto vá acontecer, não tenho receio de ele nos deixar no meio da temporada, temos muitos desafios este ano ainda, três competições muito complicadas. A gente, apesar de todas as dificuldades, pode competir em todas elas e vencer todas. Não pode ser diferente no Palmeiras e acredito que apesar de todas as discussões, todos os nossos problemas e entreveros, vamos ter condições de brigar por estas competições e com o Abel conosco em todo o processo”, afirmou o dirigente palmeirense, que não prometeu reforços. “Nos últimos anos, falamos da necessidade de equilíbrio administrativo e competir. E o Palmeiras está chegando nas finais. Às vezes não conquista por uma série de detalhes, mas chegamos em basicamente todas as competições.”





Fonte: Jovem Pan