Cruzeiro é absolvido em processo movido pela Fifa que envolvia Rony

0
12


A transferência do atleta para o Albirex Niigata, do Japão, em 2017 foi o motivo para o processo no TAS

DivulgaçãoRony jogou na Raposa em 2016, antes de se transferir ao Albirex Niigata

No fim da tarde desta terça-feira, 30, o Cruzeiro informou por meio de seu site oficial que recebeu “total absolvição” em processo na Fifa que envolvia três clubes e o atleta Rony, atualmente no Palmeiras, e que defendeu a Raposa em 2016. Segundo o clube mineiro, a vitória só foi possível por conta do “departamento jurídico com uma defesa bem articulada e contundente”. O processo envolvia o caso da venda de Rony ao Albirex Niigata, do Japão, entre 2017 e 2018. Em 2020, o Cruzeiro entrou como réu em um processo apresentado no Tribunal Arbitral do Sport (TAS) após a equipe japonesa exigir o pagamento de 10 milhões de dólares (R$ 57,73 milhões, na cotação atual) como indenização. Além da multa, o clube mineiro também corria o risco de sofrer uma sanção da Fifa e não poder registrar atletas nas próximas duas janelas de transferência.

Em audiência realizada entre os dias 18 e 19 de março, um painel de julgadores do TAS decidiu pela absolvição do clube. “Esta foi mais uma grande vitória do nosso Departamento Jurídico, em um dos casos jurídicos mais relevantes em nível internacional para nós nos últimos meses. Esse processo se arrastava há algum tempo e estava cheio de pontas soltas. No entanto, com muito trabalho, dedicação e estudos minuciosos, os profissionais do nosso Jurídico conseguiram, com argumentos sólidos, mostrar que o Cruzeiro deveria ser absolvido. Ficam aqui nossos cumprimentos pelo belo trabalho exercido por toda a equipe”, parabenizou o presidente do clube, Sérgio Santos Rodrigues, em nota publicada no site.





Fonte: Jovem Pan

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui