Corinthians decepciona mais uma vez em empate com o Bragantino

0
9


Em jogo sonolento e fraco tecnicamente, equipes ficam no 0 a 0 em Bragança Paulista

DIOGO REISAGIF/AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDOSubstituido, Luan saiu visivelmente decepcionado de campo; meia não rende o esperado desde sua chegada ao Corinthians

O Corinthians não consegue mostrar reação no Brasileirão. Com futebol sonolento e sem criatividade, o time amargou mais um jogo sem vitória – o empate diante do Red Bull Bragantino por 0 a 0, em Bragança Paulista, após levar alguns sustos e nenhuma mostra de melhora. Não anda nada fácil ver o alvinegro jogar. A cada rodada, o técnico Dyego Coelho, parecendo perdido, entra com um jogador diferente no meio-campo – desta vez foi Gabriel -, e a equipe não consegue se acertar, mostrando uma imensa falta de criatividade.

Neste sábado, ele reforçou a marcação para liberar os meias. Otero corre muito e carrega a fama de um finalizador diferenciado, contudo, nada que tentou em Bragança Paulista deu certo. Assim como o futebol de Luan teima em não desabrochar. O treinador diz que ele vai ajudar, aposta em sua qualidade, porém no campo, nada é comprovado. Diante de um rival na zona de rebaixamento, a postura de time grande é a de sufocar, pressionar, explorar a fragilidade e buscar a vitória a todo tempo. O Corinthians parecia o nanico em Bragança Paulista. O primeiro chute de perigo da equipe no jogo aconteceu apenas aos 38 minutos. Léo Natel parou em Júlio César. Naquele momento o goleiro Cássio já havia salvado o time algumas vezes.

Mais uma vez um oponente com poucas pretensões no Brasileirão dominou o jogo diante dos corintianos. Já havia sido assim contra Atlético-GO, Fortaleza, Bahia, Botafogo. A maioria está na parte de baixo da tabela e deu calor enorme. Diante de novo primeiro tempo horroroso, o papo entre Fagner, Luan, Gil e Cantillo na volta do intervalo mostrava que a casa estava desarrumada. Otero chutou nas mãos de Júlio César logo de cara e parecia que a postura seria outra, mas foi Artur quem assustou Cássio, após saída de jogo errada. Batida colocada e bola raspando a trave. Antes dos 15 minutos e o Bragantino já havia chegado outras quatro vezes, com Lucas Evangelista, Alerrandro, Léo Ortiz e Ryller (Cássio quase deixou a bola passar).

A mostra que tudo anda errado no Corinthians veio em lance aos 11 minutos. Léo Natel estava na intermediária e deu um chutão para o alto. A bola caiu dentro da área do time. Gil tentou afastar e mandou nos pés de Léo Ortiz, que bateu forte e por pouco não marcou. Um show de horrores corintiano. O Bragantino parecia treinar seu ataque. Chutes e mais chutes, mas com pontaria errada para alívio dos corintianos. Como já havia feito no meio de semana no 0 a 0 com o Atlético-GO, Coelho desistiu de insistir com Luan, Cazares e Jô e trocou o trio por Mantuan, Cazares e Boselli. O time até rondou mais a área do Bragantino. Sem assustar, contudo. Sete jogos como visitante e apenas um triunfo, conquistado nos acréscimos, diante do também ameaçado Goiás. A situação é preocupante. O próximo jogo do Corinthians é o clássico com o Santos, quarta-feira na Neo Química Arena, sem o venezuelano Otero, convocado para defender seu país nas Eliminatórias.

RED BULL BRAGANTINO 0 x 0 CORINTHIANS

BRAGANTINO – Júlio César; Aderlan, Léo Diniz, Ligger e Edimar; Ricardo Ryller (Thonny Anderson), Raul, Lucas Evangelista e Bruno Tubarão (Luís Phelipe); Arthur e Alerrandro. Técnico – Maurício Barbieri.

CORINTHIANS – Cássio; Fagner, Gil, Danilo Avelar e Lucas Piton; Gabriel (Ramiro), Cantillo, Luan (Cazares) e Otero (Mantuan); Léo Natel (Gustavo Mosquito) e Jô (Boselli). Técnico – Dyego Coelho.

CARTÃO AMARELO – Ricardo Ryller (Bragantino) e Gabriel e Fagner (Corinthians).

ÁRBITRA – Edina Alves Batista (PR).

LOCAL – Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP).





Fonte: Jovem Pan

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui