Conmebol vai pagar voos para times da Libertadores e da Sul-Americana

0
15

A Conmebol anunciou que vai dar assistência financeira a todas as equipes que estão disputando a Copa Libertadores e a Copa Sul-Americana neste semestre, ambas suspensas devido à pandemia da Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus. A entidade aprovou nesta semana um subsídio financeiro “excepcional”, exclusivo para a edição de 2020 dos dois torneios, com o objetivo de contratar voos charter dos clubes participantes. A ajuda da Conmebol servirá para que as equipes contratem serviços aéreos que permitam o deslocamento dos times para os jogos de ambas as competições, que voltarão entre setembro e outubro. A medida faz parte de diversas adotadas pela entidade para aliviar a situação dos clubes durante a pandemia.

Antes, a Conmebol havia antecipado 60% da premiação dos times em ambas as competições para reduzir o impacto financeiro causado para paralisação da competição e de outros torneios nacionais. Além disso, US$ 20 milhões (R$ 105,4 milhões) foram destinados para cobrir gastos de testes com laboratórios. “Desta maneira, a Conmebol fortalece a ajuda aos clubes e às federações visando um retorno seguro de suas competições”, disse a entidade no comunicado oficial em que anuncia o aporte financeiro.

Os valores a serem pagos dependerão de coisas como o trajeto do voo e a distância entre as cidades das respectivas equipes. Somente os times que jogarem como visitantes terão direito ao subsídio, de acordo com o relatório publicado no site oficial da Conmebol. O valor estipulado deverá ser de 15 mil dólares (R$ 79 mil) para viagens dentro do mesmo país e a partir de 30 mil dólares (R$ 158 mil) para viagem internacional, variando de acordo com as distâncias. A Libertadores será retomada no dia 15 de setembro e a Sul-Americana em 27 de outubro. A América do Sul é uma das regiões mais afetadas pela Covid-19.

Apesar da competição já ter uma data de retorno, o secretário geral da Conmebol, Gonzalo Belloso, esclareceu que a volta da Libertadores pode ser adiada. O principal motivo para o atraso é que apesar do futebol brasileiro ter retornado, países como a Argentina ainda não sabem quando vão poder treinar novamente.

*Com Estadão Conteúdo


Fonte: Jovem Pan

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui