Conmebol adota novo formato para Copa Sul-Americana a partir de 2021; entenda

0
19


A Conmebol não explicou o motivo da mudança, mas a principal razão pode ser a questão financeira

Reprodução/ConmebolA Copa Libertadores e a Copa Sul-Americana são os dois principais torneios organizados pela Conmebol

Em reunião do conselho realizada nesta sexta-feira por videoconferência, a Conmebol decidiu aprovar o novo formato da Copa Sul-Americana de 2021. A próxima edição do segundo torneio mais importante do continente passará a ser disputada com fase de grupos, modelo semelhante ao da Copa Libertadores. “O Conselho aprovou as modificações no formato da Sul-Americana para 2021, incluindo uma fase de grupos com o fim de garantir uma maior representatividade dos países”, disse o comunicado oficial divulgado pela Conmebol.

O torneio será dividido em três grandes etapas: a fase preliminar eliminatória, que definirá os últimos classificados; a fase de grupos; e a fase final, que irá das oitavas até a grande final. A fase preliminar terá jogos de ida e voltas entre times do mesmo país – exceto Brasil e Argentina. Assim, a fase de grupos, com 32 equipes, terá os 16 times que avançarem da fase preliminar (dois de cada país), além de seis representantes do Brasil e seis da Argentina, que terão vagas diretas. Os outros quatro times serão os eliminados da última fase preliminar da Copa Libertadores (pré-Libertadores). Vão disputar as oitavas de final, por sua vez, os primeiro colocados de cada grupo da Sul-Americana e os terceiros colocados de cada grupo da Libertadores.

A Conmebol não explicou o motivo da mudança de formato da Sul-Americana, cujo atual campeão é o Independiente del Valle, do Equador. A principal razão pode ser a questão financeira. No modelo atual, de mata-mata desde o início do torneio, clubes tradicionais podem ser eliminados após duas partidas. Neste ano, por exemplo, Atlético-MG, Fortaleza, Fluminense e Goiás caíram logo na primeira fase. A Liga Europa, segundo campeonato entre clubes mais importante do Velho Continente, também era disputada apenas em mata-mata e aderiu ao estágio de grupos a partir da 2004/2005, época em que ainda se chamava Copa da Uefa. Com os times divididos em chaves no começo da disputa, há uma quantidade mínima de jogos, e tanto as equipes quanto a confederação que rege o futebol na América do Sul podem lucrar mais com a venda dos direitos de transmissão dos confrontos.

A entidade também definiu as datas dos dois torneios continentais que serão realizados no próximo ano, e já marcou as finais da Copa Libertadores para 20 de novembro de 2021 e a decisão da Sul-Americana para o dia 6 do mesmo mês. Ainda não foram escolhidos os locais dos jogos. A Copa América, realizada na Argentina e na Colômbia, será disputada entre 9 de junho e 7 de julho. A atual temporada da Sul-Americana voltará a ser disputada em 27 de outubro, mais de oito meses após a paralisação em função da pandemia de Covid-19. Já a sexta e última rodada da fase de grupos da Libertadores será realizada uma semana antes, entre os dias 20 e 22 de outubro. A Conmebol avaliou que “os jogos mostraram alto nível de competitividade” e que “os protocolos sanitários implementados garantiram o normal desenvolvimento da competição em tempos de pandemia”.

*Com informações do Estadão Conteúdo





Fonte: Jovem Pan

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui