Comitê Olímpico confirma que Jogos Olímpicos de Tóquio não terão torcedores de outros países

0
10


Medida de prevenção contra a Covid-19 já era esperada e foi confirmada neste sábado, 20

Franck Robichon/EFEDevido à Covid-19, não será permitido torcedores estrangeiros nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Os Jogos Olímpicos de Tóquio não contarão com torcedores de outros países, informaram o Comitê Olímpico Internacional e organizadores locais neste sábado, 20. O evento esportivo acontecerá daqui quatro meses. A decisão foi anunciada após reunião virtual com o Comitê Olímpico Internacional, o governo japonês, o governo de Tóquio, o Comitê Paralímpico Internacional, e outros organizadores. A medida era esperada e especulada há vários meses. Oficiais disseram que o risco era grande demais para aceitar durante a pandemia pessoas de outros países que compraram ingressos, uma ideia fortemente rejeitada pelo público japonês. O Japão teve cerca de 8,8 mil mortes por Covid-19 e controlou o vírus melhor do que a maior parte dos países.

“Para dar clareza a quem mora em outros países e comprou ingresso, e para permitir que eles ajustem seus planos de viagem neste momento, os responsáveis concluíram que eles não poderão entrar no Japão durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos”, afirmou o comitê organizador de Tóquio em um comunicado. Segundo relatos, cerca de um milhão de ingressos foram vendidos para fãs de fora do Japão. Organizadores prometeram reembolsos, mas isso será determinado pelos chamados “Revendedores Autorizados de Ingressos”, que cuidam das vendas fora do Japão. Esses agentes cobram prêmios de até 20% do preço dos ingressos. Não está claro se esses prêmios serão reembolsados.

“Nós poderíamos esperar até o último momento para decidir, se não fossem os espectadores”, disse Seiko Hashimoto, presidente do comitê organizador. “Eles precisarão conseguir hospedagem e voos. Então precisamos decidir cedo, ou causaremos muita inconveniência a eles. Eu sei que esse é um assunto muito difícil.” O presidente do COI, Thomas Bach, chamou a decisão de “difícil”. “Nós precisamos tomar decisões que podem precisar de sacrifícios de todos”, disse ele. As principais perdas econômicas das vendas de ingresso perdidas são do Japão. O orçamento do comitê organizador local previa receita de US$ 800 milhões com venda de ingressos, a terceira maior fonte de renda no orçamento privado. Qualquer déficit no orçamento precisará ser compensado por entidades do governo japonês.

*Com informações da Agência Estadão. 





Fonte: Jovem Pan

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui