Com pênalti polêmico, Inglaterra vence a Dinamarca por 2 a 1 e enfrenta a Itália na final da Euro

0
21


Seleções empataram em 1 a 1 no tempo normal e na prorrogação, Kane apareceu para classificar os ingleses

Reprodução/ Twitter @EURO2020Kane marcou o gol da vitória na prorrogação

A Inglaterra conseguiu manter o sonho do título inédito da Eurocopa nesta quarta-feira, 7, ao vencer de virada a Dinamarca por 2 a 1, em Wembley, na cidade de Londres, em partida válida pela semifinal. Kjaer (contra) e Harry Kane marcaram para a seleção inglesa, enquanto Damsgaard abriu o placar para os dinamarqueses. Com o resultado, os Leões fazem a final contra a Itália, no próximo domingo, novamente no estádio londrino, às 16 horas (de Brasília). Os italianos, que despacharam a Espanha na última terça-feira, vão em busca do bicampeonato. O primeiro tempo em Wembley ficou marcado pelo equilíbrio. Tanto foi assim que a etapa terminou com as seleções empatadas, com 4 finalizações para cada lado e 2 arremates em cada alvo. A Inglaterra, é verdade, ficou mais tempo com a bola em seus pés, chegando a ter 60% de posse.

Ainda assim, quem saiu na frente foi a Dinamarca, que criou as melhores chances nos minutos iniciais e abriu o placar com Damsgaard. Em cobrança de falta, o jovem acertou um lindo chute, fazendo a bola passar por cima da barreira e estufar a rede. O time de Gareth Southgate, então, acordou para o jogo, passando a ser mais incisivo usando Saka. Na primeira oportunidade, ele tocou para Sterling chutar à queima-roupa, mas parou em Schmeichel. Na sequência, o atacante recebeu de Kane e tentou novamente a jogada com o camisa 10, mas Kjaer empurrou contra a própria meta. No retorno do intervalo, a Dinamarca deu indícios de que criaria mais oportunidades, já que nos primeiros minutos ficou mais com a bola e teve ótima chance com Dolberg.

Porém, a Inglaterra, tomou as rédeas da partida com o passar do tempo, incomodando com Maguire e Mount – ambos fizeram Schmeichel trabalhar. Já na reta final, as duas equipes preferiram não cedes espaços, se arriscando menos e levando a partida para a prorrogação. No tempo extra, a Inglaterra fez alterações e foi pra cima com mais ímpeto. Aos 12 minutos, Sterling cavou um pênalti e Kane foi para a cobrança. Schmeichel chegou a defender a batida, mas no rebote o atacante inglês empurrou para as redes e virou o placar para a Inglaterra.





Fonte: Jovem Pan