COI anuncia fundo de US$ 1 milhão para comunidade olímpica de Turquia e Síria

Thomas Bach explicou que a ajuda de emergência será canalizada através da Fundação Olímpica para os Refugiados Olímpicos e seus parceiros no território

Cuma Sari / Anadolu Agency
Cuma Sari / ANADOLU AGENCY / Anadolu Agency via AFP
Prédios foram distribuídos na Turquia e na Síria após forte terremoto
Prédios foram distribuídos na Turquia e na Síria após forte terremoto

O Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou nesta sexta-feira, 10, um fundo emergencial de mais de US$ 1 milhão (R$ 5,25 milhões) para ajudar a comunidade olímpica, aos refugiados e os deslocados das áreas afetadas pelos terremotos que atingiram Turquia e Síria. Tanto o COI, como o Conselho Olímpico da Ásia aportarão US$ 250 mil (R$ 1,31 milhão) cada um, mesmo valor que será empenhado pelos Comitês Olímpicos Europeus, enquanto a Fundação Olímpica para os Refugiados destinará um valor adicional de US$ 260 mil (R$ 1,45 milhão) para a população local e refugiados na Turquia. O alemão Thomas Bach, presidente do COI, lamentou a “trágica perda de vidas humanas e a devastação causada pelo terremoto” e disse ter conversado com os dirigentes dos comitês olímpicos turco e sírio, para saber o impacto da catástrofe no esporte local. “Lamentavelmente, há muitos atletas e membros da comunidade olímpica entre as vítimas e muitos outros perderam seus lares. Infraestruturas esportivas sofreram graves danos. Debatemos a melhor maneira de apoiar aos membros da comunidade olímpica. Como resultado dessas conversas, concordamos em tomar medidas imediatas”, disse Bach.

O presidente do COI explicou que a “ajuda de emergência de primeira resposta na Turquia será canalizada através da Fundação Olímpica para os Refugiados Olímpicos e seus parceiros no território”. “Na Síria, trabalharemos com ONGs internacionais e agências da ONU que possam chegar às áreas afetadas. Soubemos que a maior necessidade neste momento é de alimentos, medicamentos e barracas de abrigo”, afirmou o alemão. O COI indicou que a Fundação Olímpica para os Refugiados liberou de maneira imediata os fundos do primeiro ano de financiamento do programa Esporte Solidário, um dos maiores que atualmente realiza nas sete cidades mais populosas da Turquia.

*Com informações da Agência EFE



Fonte: Jovem Pan