Chefe do COI mostra preocupação com realização dos Jogos Olímpicos em 2021

11

John Coates, chefe da Comissão de Coordenação de Tóquio 2020, colocou a realização dos Jogos Olímpicos em 2021 em dúvida. Segundo ele, os números ainda crescentes da pandemia em diversos países, especialmente o Brasil.

“Nós temos sérios problemas, pois recebemos atletas vindo de 206 países diferentes. São mais de 11 mil atletas nos Jogos, cinco mil árbitros e técnicos, 20 mil profissionais de mídias, quatro mil trabalhadores do Comitê Organizador e mais de 60 mil voluntários”, disse, em entrevista.

Também nesta quinta-feira, Thomas Bach, presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), afirmou que a competição estava ameaçada. Dizendo que um novo adiamento não é possível, Coates fez referência ao Brasil, que nesta quinta-feira, 21, ultrapassou a marca dos 20 mil mortos, para exemplificar a gravidade da situação.

“Ontem o Brasil anunciou mais de 10 mil novos casos do novo coronavírus. E poucos países estão avançados no combate à epidemia, como a Austrália. Tóquio 2020 só pode ser realizada em 2021. Não podemos adiar novamente.” O chefe do COI acredita que o mês de outubro será decisivo para que o Comitê decida quais serão os próximos passos da organização.

*


Fonte: Jovem Pan