CBF muda protocolo de testagem para competições nacionais após caso Goiás

0
15

Depois de precisar suspender a partida entre Goiás e São Paulo neste domingo, 9, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou na tarde desta segunda-feira que mudará o protocolo médico de testagem contra a Covid-19 para todas as competições nacionais. Em nota divulgada em seu site oficial, a entidade máxima do futebol afirmou que a testagem será ampliada para todos os jogadores dos elencos dos clubes, independente de estarem relacionados para o jogo ou não. O exame será realizado a cada rodada com 72 horas de antecedência para cada partida. A medida é válida para as partidas a partir da próxima sexta-feira, 14.

Após críticas ao Hospital Albert Einstein, parceiro da CBF na coleta de exames contra o coronavírus, a entidade também reforçou que os clubes podem optar pela  contratação de laboratórios locais, ‘desde que portadores do selo de acreditação laboratorial, outorgado pelas entidades de saúde competentes, e obedecendo aos padrões de teste molecular especificados pelos protocolos’. A CBF reembolsará o valor desses testes, tendo como referência o valor de contrato celebrado entre a entidade e o Einstein.

Quanto ao relatório com o resultado dos exames, os mesmos precisam ser enviados à CBF até 24h antes da partida pelo clube mandante e até 12h antes da viagem pelo clube visitante o que, na visão da entidade, permitirá que a equipe tenha tempo hábil de trocar jogadores caso ocorra o teste positivo. “Ao mesmo tempo, a CBF reforça que os clubes devem manter o rígido cumprimento do Guia Médico para retorno das atividades do futebol brasileiro e da Diretriz Operacional de cada competição, mantendo estrito controle de testagem e avaliação médica permanente”, diz o comunicado. De acordo com a entidade, a prioridade é a saúde de todos os profissionais envolvidos com o futebol e ressalta que as decisões são tomadas levando em consideração a segurança das pessoas.

Jogadores do Goiás se pronunciam

A grande polêmica da 1ª rodada aconteceu na partida entre Goiás e São Paulo, no Estádio Hailé Pinheiro, mais conhecido como Serrinha. A equipe goiana teve nove jogadores testando positivo e os resultados foram divulgados somente no domingo pela manhã, quando a equipe do São Paulo já estava na cidade para a realização da partida. Por entender que não havia condições de jogo, o Goiás entrou com recurso na CBF para o cancelamento da partida e foi atendido às 16h08, com a equipe paulista já em campo.

Na noite de domingo, o jogador Rafael Moura se pronunciou em post de Daniel Alves e explicou que foi um dos atletas a testar positivo e que ele e seus companheiros estavam seguindo os protocolos exigidos. Nesta segunda-feira, 0 goleiro Tadeu e o volante Sandro também se pronunciaram em suas redes sociais e pediram sensibilidade ao público.


Fonte: Jovem Pan

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui