Britânico é condenado por ofensas racistas contra jogadores da Inglaterra

0
6


LONDRES (Reuters) – Um britânico foi condenado a pagar indenizações e cumprir um toque de recolher nos finais de semana depois de admitir ter cometido ofensas racistas contra jogadores da seleção da Inglaterra na noite da final da Eurocopa, em 11 de julho.

Os jogadores Marcus Rashford, Jadon Sancho e Bukayo Saka, que são negros, foram bombardeados com ofensas virtuais depois de errarem pênaltis na decisão do confronto com a Itália depois que o jogo disputado em Wembley terminou em empate.

O Serviço de Acusação da Coroa (CPS) disse que Scott McCluskey, morador de 43 anos de Runcorn, no noroeste inglês, publicou comentários racistas e insultantes sobre os três jogadores em sua conta de Facebook.

McCluskey disse que estava fumando maconha e que apagou os comentários depois que outros usuários do Facebook os repudiaram. O racismo e a violência de torcedores na final em Wembley macularam seriamente um torneio de resto bem-sucedido para a jovem seleção inglesa.

O réu foi condenado a 14 semanas de prisão, suspensas durante 18 meses para se supervisionar seu comportamento. Ele precisa cumprir 30 dias de reabilitação e será submetido a um toque de recolher com monitoramento eletrônico durante a maior parte dos finais de semana durante 40 semanas.

Ele também terá que pagar 100 libras esterlinas de indenização, custos e sobretaxa de vítimas a cada um dos ofendidos.

“Crimes de ódio como estes têm um impacto enorme nos jogadores e em sua saúde mental”, disse Elizabeth Jenkins, diretora nacional do CPS para o futebol.

(Por Kate Holton)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH8711U-BASEIMAGE










Fonte: Mix Vale