Brasil vence a Venezuela por 3 a 0 na abertura da Copa América

0
15


Apesar de não encantar diante da modesta adversária, bastante desfalcada depois de um surto de coronavírus, o Brasil não teve dificuldades para bater ganhar na estreia da competição

Lucas Figueiredo / CBFNeymar festeja gol marcado pela seleção brasileira contra a Venezuela

A seleção brasileira estrou com o pé direito ao bater a Venezuela por 3 a 0 na abertura da Copa América, realizada no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, na noite deste domingo, 13. Apesar de não exibir um excelente futebol diante da modesta adversária, bastante desfalcada depois de um surto de coronavírus, o Brasil não teve dificuldades para bater o rival. Marquinhos, no primeiro tempo, abriu o placar para a Canarinho, enquanto Neymar e Gabriel Barbosa complementar na etapa final. Agora, a equipe comandada por Tite volta a campo na próxima quinta-feira, 17, quando mede forças com o Peru, no Engenhão, no Rio de Janeiro.

Em ritmo lento, a seleção brasileira ficou longe de encantar no primeiro tempo, demonstrando certa displicência em alguns momentos. Ainda assim, a equipe anfitriã saiu na frente com Marquinhos, que aproveitou confusão dentro da área depois de escanteio batido por Neymar, e desviou para o fundo das redes. A Venezuela, apostando em ligações diretas, até tentou surpreender o lateral esquerdo Renan Lodi, mas não incomodou o goleiro Alisson. Na segunda etapa, Tite sacou o meio-campista Lucas Paquetá e o lateral esquerdo Renan Lodi para as entradas de Everton Ribeiro e Alex Sandro, tentando deixar o time mais ofensivo. A ideia deu certo, e o Brasil passou a criar mais oportunidades. Em uma delas, Gabriel Jesus recebeu na área e cruzou rasteiro para Neymar, que se esticou e desviou para fora, desperdiçando chance incrível. O camisa 10, no entanto, voltou a ter uma oportunidade de ouro. Após Danilo sofrer pênalti, o craque bateu rasteiro e no canto, ampliando o placar. Já aos 43 minutos, Neymar voltou a aparecer ao aproveitar lançamento e tocar para Gabigol, que havia acabado de entrar, fechar a conta.





Fonte: Jovem Pan