Bolsonaro chama de ‘ridícula’ questão do Enem que comparou salário de Marta ao de Neymar

0
20


Presidente disse que ‘futebol feminino ainda não é uma realidade no Brasil’ e que Marta precisa mostrar seu trabalho para que a iniciativa privada se interesse

Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro renderam comparações entre Neymar e Marta

Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro renderam comparações entre Neymar e Marta

Durante uma conversa com apoiadores no Palácio do Alvorada, em Brasília, na manhã desta segunda-feira, 18, o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) criticou uma questão do Enem 2020 que questionava o salário recebido para Neymar em relação ao recebido por Marta, atacante da seleção brasileira feminina. A questão usava dados de 2017 e informava que a atacante com um salário anual de 400 mil dólares e 103 gols pela seleção, teria média de 3,9 mil dólares por cada gol marcado. Já o atleta do PSG, com remuneração de 14,5 milhões anuais e 50 gols pela seleção, teria média de 290 mil dólares por cada um deles.

“Você vê as provas do Enem. O banco de questões do Enem, não é do meu governo, é de governos anteriores. Tem questões ali ridículas ainda, ridículas, tratando de assuntos…Comparando mulher jogando futebol e homem. Por que a Marta ganha menos que o Neymar. Não tem que ter comparação. O futebol feminino ainda não é uma realidade no Brasil”, disse o presidente, que ainda emendou. “O que o Neymar ganha por ano, todos os times de futebol juntos não faturam por ano. Como que vai pagar para a Marta o mesmo salário? Isso se chama iniciativa privada. Ela que faz o trabalho, ela que mostra para onde o mercado deve ir. Então fazem questões absurdas sempre pregando a igualdade, mas por baixo”.

A fala do presidente causou incômodo nas redes sociais, principalmente entre apoiadores do futebol feminino no país. Em números atualizados, Neymar recebe do Paris Saint-German, seu atual clube, R$ 349,88 milhões e marcou 64 gols em 103 jogos pela seleção. Marta, no entanto, tem recebido de salário no Orlando Pride R$ 1,49 milhão, sendo apenas o quinto salário mais caro entre jogadoras no mundo. Ela marcou 107 gols em 152 jogos com a camisa da seleção canarinho.





Fonte: Jovem Pan

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui