Billie Jean King se diz orgulhosa de postura da WTA em caso Peng

0
12


(Reuters) – Fundadora da Associação de Tênis Feminino (WTA), Billie Jean King disse que está orgulhosa da organização por defender Peng Shuai depois que a WTA suspendeu torneios na China devido a preocupações sobre o tratamento da ex-número um do mundo de duplas.

O paradeiro de Peng se tornou um tema de preocupação internacional devido a uma ausência pública de quase três semanas depois de ela ter publicado uma mensagem em uma rede social no início de novembro alegando que o ex-vice-premiê chinês Zhang Gaoli a atacou sexualmente.

Nem Zhang, que se aposentou em 2018, nem o governo chinês comenta a alegação de Peng. O tópico está bloqueado para debates diretos na internet chinesa altamente censurada.

“Estou muito feliz que a WTA a tenha defendido. Haverá muitos desafios à nossa frente, mas defender os direitos humanos e (combater) os abusos é muito importante”, disse King, vencedora de 12 títulos de Grand Slam, à rede Eurosport na premiação Sports Illustrated.

“Fundei a organização em 1973, então estou muito orgulhosa de nós… estou feliz que as mulheres estejam defendendo o que é certo. O principal é que ela esteja segura e espero que ela esteja bem.”

A Associação de Tenistas Profissionais (ATP), a entidade organizadora do tênis masculino, disse que continuará a monitorar a situação, mas não seguiu o exemplo da WTA suspendendo torneios na China.

Quando King foi indagada se gostaria de ver mais apoio do circuito masculino, respondeu: “Isso seria bom, acho que gostaríamos de mais apoio dos homens”.

“Eu sempre quis que homens e mulheres se unissem em uma associação, este realmente é meu sonho para nós, sempre foi.”

“Deveríamos todos trabalhar juntos para ajudar nosso esporte –também fora das quadras– de uma forma mais poderosa e significativa.”

(Por Hritika Sharma em Bengaluru)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEHB70VY-BASEIMAGE






Fonte: Mix Vale