Argentinos rebatem provocação de Van Gaal após classificação às semifinais: ‘Precisa manter a boca calada’

Entre os que rebateram o treinador holandês está o próprio técnico da Seleção da Argentina, Lionel Scaloni

JUAN MABROMATA / AFPEmiliano Martínez
Goleiro da Argentina, Emiliano Martínez, defendeu dois pênaltis e garantiu a seleção nas semifinais da Copa do Mundo do Catar

Os argentinos rebateram as provocações feitas pelo técnico da Holanda, Louis Van Gaal, após a classificação às semifinais da Copa do Mundo do Catar. Isso porque o holandês, antes da partida, que terminou empatada em 2 a 2, mas com o triunfo para os “hermanos” nos pênaltis, disse que o goleiro Andries Noppert levava vantagem em uma eventual disputa de penalidades. Contudo, não foi isso que aconteceu. O europeu não fez nenhuma defesa. Já o goleiro da Argentina, Emiliano Martínez, um dos que rebateram as provocações, fez duas. “Eu ouvi o Van Gaal dizendo que eles tinham vantagem nos pênaltis: ‘Se for para os pênaltis, vamos vencer’. Acho que ele precisa manter a boca calada”, afirmou após o jogo. Outro que não mediu palavras para criticar o treinador holandês foi o próprio técnico da Seleção da Argentina, Lionel Scaloni. Van Gaal havia dito que os argentinos, quando não tinham a posse da bola, defendiam com se tivessem um a menos em campo. “Não jogamos com um a menos quando não temos a bola, mas com 11. O Messi se sentiu tocado e mostrou que é o melhor de todos os tempos”, enfatizou.



Fonte: Jovem Pan