Agüero chora e anuncia aposentadoria do futebol por problema cardíaco | Placar

0
17



O atacante argentino Sergio Agüero, do Barcelona, anunciou nesta quarta-feira, 15, que se aposentará do futebol profissional. Antes mesmo de se pronunciar, o jogador foi às lágrimas no Camp Nou ao lado do presidente do clube, Joan Laporta. Afastado desde 1º de novembro, após sofrer uma arritmia cardíaca durante uma partida contra o Alavés, pelo Campeonato Espanhol, aos 33 anos ele tem quadro cardiológico considerado incompatível para a prática do esporte. Agüero deixa o clube catalão após apenas cinco partidas, duas delas como titular, e um gol marcado.

Black Friday Abril: Assine #PLACAR digital no app por apenas R$ 6,90/mês. Não perca!

“Esta coletiva é para informar que decidi parar de jogar futebol profissional. São momentos muito difíceis, mas ainda estou muito feliz com a decisão que tomei. Em primeiro lugar está a minha saúde por causa do problema que tive há um mês”, disse.

“Eu estava nas mãos dos médicos e eles me disseram que o melhor era parar de jogar. Tomei a decisão há 10 dias. Fiz todo o possível para ver se havia esperança, mas não havia muita. Sempre sonhei em jogar futebol, desde os 5 anos quando toquei numa bola e o meu sonho era jogar na Argentina, nunca pensei em chegar à Europa”, completou.

No último dia 12, a Catalunya Ràdi informou que a arritmia de Agüero não era benigna – quando as alterações nos batimentos cardíacos não oferecem riscos de morte -, mas, sim, maligna, considerada mais preocupante.

Na ocasião, o jogador desmentiu o diagnóstico: “diante dos boatos, quero dizer que estou seguindo as indicações dos médicos do clube, fazendo exames e me tratando. Espero ter progresso em um prazo de 90 dias. Sigo positivo”, afirmou pelas redes sociais.

Continua após a publicidade

O Barcelona planejava que o atacante ficasse por três meses afastado do futebol para a decisão de um melhor procedimento que o fizesse continuar no futebol.

Na cerimônia foi mostrado um vídeo com diversos gols marcados pelo jogador ao longo de sua carreira. Agüero começou no Independiente, com 15 anos. Sua estreia, em 2003, foi um recorde na Argentina tornando-se o jogador mais novo a atuar pela primeira divisão do país. Deixou o clube em 2006, após uma temporada com 18 gols em 36 partidas.

No Atlético de Madri, onde atuou de 2006 a 2011, se tornou ídolo. A principal passagem, no entanto, foi pelo Manchester City onde permaneceu por uma década: de 2011 a 2021. No clube inglês marcou 257 gols em 384 jogos, o maior artilheiro da história dos Citizens. Levantou ainda cinco títulos ingleses, um da Copa da Inglaterra, seis Copas da Liga Inglesa e três Supercopas da Inglaterra. Ganhou uma estátua do clube após a sua saída.

“Isso aconteceu comigo agora porque as coisas acontecem para alguma coisa e é positivo porque estou aqui contando. Mas, sim, é algo positivo que eles tenham detectado esse problema agora. Tentar ser feliz fora do futebol e ser capaz de aproveitar todos os momentos que os jogadores de futebol sabem que sentem saudades de muitos momentos. Não é fácil ser atleta: treinar, jogar, viajar todos os dias. Os jogadores devem ser muito respeitados. Vou continuar ligado ao futebol e serei capaz de aproveitar mais a vida”, concluiu 

O atacante também construiu história pela Argentina. Com a camisa da seleção marcou 41 gols em 101 jogos e conquistou um Mundial sub-20, a Olimpíada de 2008 e a última edição da Copa América.

Ainda não assina Star+?! Clique aqui para se inscrever e ter acesso a jogos ao vivo, séries originais e programas exclusivos da ESPN! 

Continua após a publicidade





Fonte: Veja Esportes