À JP, Carille diz que ‘ficou louco’ com declaração de Andrés Sanchez: ‘Não falo mais com ele’

0
14


Tricampeão paulista com o Corinthians, o treinador, atualmente no futebol saudita, conta que cortou relações com o ex-presidente e comenta a sua saída do time do Parque São Jorge

Montagem sobre fotos/Reprodução/Jovem Pan/Rodrigo Gazzanel/Ag. CorinthiansCarille concedeu entrevista à Jovem Pan e rebateu Andres Sanchez

Fábio Carille, treinador do Al-Ittihad, da Arábia Saudita, foi o convidado desta semana do programa “Cadeira Cativa”, do Grupo Jovem Pan. Entre vários assuntos, o comandante tricampeão paulista e vencedor do Brasileirão de 2017 com o Corinthians falou sobre a sua saída do clube do Parque São Jorge e comentou uma polêmica declaração de Andrés Sanchez, concedida em setembro do ano passado. Na época, em conversa com o jornalista Benjamin Back, do “Fox Sports”, o então presidente do Timão afirmou que “se ele abrisse a boca para falar o motivo da saída de Carille, o técnico não trabalharia mais no futebol”. À JP, Carille disse que ficou extremamente chateado com a frase e que cortou relações com o dirigente.

“Foi uma declaração pesada! Foi algo que ficou no ar e que ninguém entendeu. O mais interessante é que dias antes, uns dias 20 antes, ele fala bem de mim em um programa de televisão. Pouco depois, em outra emissora de TV, ele disse que não falaria sobre mim. Então, sabe… Eu acordei aqui no dia seguinte da entrevista e pensei ‘o que eu fiz? Eu matei alguém?’ Fiquei louco! Aí outros jogadores e dirigentes, que passaram por uma situação assim, me acalmaram. Não sei se foi para tirar o foco do que estava acontecendo no Corinthians, mas foi algo que me deixou muito chateado. Depois disso, não falei mais com ele e acho que não vou falar mais”, declarou Carille, nesta sexta-feira, 7.

Auxiliar-técnico no Corinthians por um longo período, Carille assumiu o time principal do Corinthians e foi bicampeão paulista (2017 e 2018) e vencedor do Brasileirão (2017). Na metade de 2018, o treinador deixou o Timão para trabalhar no Al Wehda, também da Arábia Saudita, mas logo retornou ao clube paulista, onde faturou o terceiro Estadual consecutivo, em 2019. Naquele ano, porém, a equipe não rendeu o esperado nas outras competições e o técnico acabou sendo demitido. “Hoje, falo com quase todo mundo do Corinthians, com atletas, funcionários do clube, com o pessoal da cozinha… Foram dez anos lá, né? É uma história, é uma vida. A saída foi turbulenta, mas depois tudo foi se acalmando e voltando ao normal”, avaliou Carille.

Assista ao trecho da entrevista abaixo:

 





Fonte: Jovem Pan