Universal Orlando quer reabrir em junho com capacidade menor e uso de máscara

13

O parque temático Universal em Orlando, na Flórida, nos Estados Unidos, planeja reabrir ao público em 5 de junho com uma capacidade menor e com certos requisitos, como o uso de máscaras faciais, após aprovação pelas autoridades do Condado de Orange.

A empresa de entretenimento apresentou nesta quinta-feira (21) seu plano de reabertura do parque, fechado desde março devido à pandemia do novo coronavírus, que deve ser aprovada pelo governador Ron DeSantis. No começo da semana, ele declarou que haveria liberação caso o documento atendesse às autoridades locais.

A força-tarefa de recuperação econômica do condado, que está avaliando a proposta, disse que a capacidade de admissão vai aumentar com o passar do tempo.

O diretor-executivo da Universal Orlando, John Sprouls, e o vice-presidente executivo de operações de resorts da mesma empresa, Rich Costales, declararam que todos os visitantes terão que usar máscaras faciais e passar por testes de temperatura para entrar nos parques. Eles também fornecerão uma máscara descartável aos hóspedes que não tiverem uma.

Sprouls também afirmou que o parque temático fechará as áreas de lazer interativas para crianças, com a ideia de reduzir o contato físico entre os visitantes. Além disso, todos os cardápios dos restaurantes serão feitos de papel descartável e será pedido que os clientes evitem usar dinheiro e prefiram formas de pagamento online.

Também serão colocadas placas em todo o parque para lembrar as pessoas de se manterem a pelo menos 2 metros umas das outras, assim como para passeios e filas em lanchonetes.

O espaço será disponibilizado para os funcionários pela primeira vez desde março no dia 1º de junho. Depois disso, nos dias 3 e 4 desse mês, permitirá a entrada de alguns convidados, antes da reabertura ao público em geral.

A Universal Orlando é dedicada ao mundo do cinema e está dividida em dois parques, Universal Studios Florida e Islands of Adventure.

O centro comercial CityWalk, da Universal, abriu há uma semana com horário reduzido e apenas algumas de suas instalações e atrações, com medidas de distância e higiene e desinfecção.

A Walt Disney World, que abriu seu parque em Xangai, na China, começou a aceitar reservas para visitar o parque de Orlando e ficar em seus hotéis a partir de 1º de julho, de acordo com o site da empresa.

Na semana passada, DeSantis disse que os parques poderiam começar a apresentar seus planos para o estado. Depois disso, a Disney anunciou que a reabertura de seus espaços será feita de forma gradual e com medidas especiais para evitar a propagação do vírus.

Acompanhado pelo governador, o vice-presidente americano, Mike Pence, se reuniu nesta quarta-feira (20) em Orlando com empresários do setor hoteleiro e turístico para discutir a recuperação após o prejuízo causado pela pandemia.

*Com EFE


Fonte: Jovem Pan