Taylor Hawkins, baterista do Foo Fighters morreu de overdose, dizem autoridades

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


O baterista do Foo Fighters, Taylor Hawkins, morreu em decorrência de uma overdose de diferentes, de acordo com autoridades da Colômbia. O exame do médico legista indicou que foram encontradas 10 substâncias diferentes no corpo do músico, entre elas maconha, antidepressivos e traços de heroína. A informação foi divulgada pela rádio Caracol citando fontes na Procuradoria Geral da República e médicos legistas. Hawkins foi encontrado morto no chão do quarto de um hotel em Bogotá, nesta sexta-feira, 26. Ele tinha 50 anos. Segundo outras informações da mídia local, a polícia encontrou uma substância semelhante à cocaína no quarto do músico. As circunstâncias da morte de Hawkins ainda estão sendo investigadas.

A Secretaria Distrital de Saúde de Bogotá se posicionou sobre o caso neste sábado, 26. Em nota divulgada nas redes sociais, foi informado que o centro de emergências da capital colombiana recebeu um chamado “sobre um paciente com dor torácica [no peito] que estava em um hotel localizado na zona norte da cidade” e uma ambulância foi enviada para socorrê-lo. “A profissional de saúde que atendeu a emergência indicou que realizou as respectivas manobras de reanimação, no entanto, não houve resposta e o paciente foi declarado falecido. As autoridades responsáveis ​​realizaram a remoção do corpo e realizaram as investigações necessárias para este tipo de caso”, declarou a Secretaria de Saúde local. O falecimento repentino de Hawkins foi anunciado na última sexta-feira, e a notícia pegou fãs e artistas de surpresa. O baterista tinha 50 anos e se apresentaria no Brasil no próximo domingo, 27, no Lollapalooza 2022Após a morte, o Foo Fighters cancelou o show e a turnê na América do Sul.



Fonte: Jovem Pan