Polícia de SP abre inquérito para investigar acidente com ex-BBB Rodrigo Mussi; motorista de carro por app será ouvido nessa semana | São Paulo

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


A Polícia Civil abriu inquérito policial para investigar as causas e eventuais responsabilidades pelo acidente que deixou o ex-BBB Rodrigo Mussi, de 36 anos, ferido com gravidade na última quinta-feira (31) em São Paulo. Até a última atualização desta reportagem o ex-participante do programa da TV Globo continuava internado em estado grave no Hospital das Clínicas, na capital.

O motorista do carro por aplicativo que levava o ex-BBB deverá ser ouvido nessa semana no 51º Distrito Policial (DP), Rio Pequeno, que apura o caso como lesão corporal culposa na direção de veículo automotor (quando não há a intenção de causar o acidente).

Kaique Faustino Reis, de 24 anos, admitiu inicialmente à polícia que havia dormido antes de bater o automóvel na traseira do caminhão que trafegava num acesso à Marginal Pinheiros, entre as pontes Cidade Universitária e Eusébio Matoso, na região do Butantã, Zona Oeste de São Paulo.

O condutor foi autuado e é investigado por suspeita de lesão. Em entrevista à TV Globo, ainda na semana passada, ele confirmou que havia adormecido.

“Só vi o airbag na minha cara, provavelmente devo ter dado uma cochilada, sono, alguma coisa, e infelizmente teve esse acidente”, falou Kaique.

O caso foi registrado primeiramente no plantão do 14º DP, Pinheiros. Mas é investigado pelo 51º DP. Pela lei, todo caso de lesão depende da representação da vítima ou de seu familiar para que a polícia investigue, mas diante da repercussão do acidente com o ex-BBB e a gravidade de seu estado de saúde, a delegacia decidiu abrir um inquérito de ofício.

Rodrigo está internado em “estado delicado” no Hospital das Clínicas , segundo sua assessoria de comunicação. De acordo com ela, o ex-participante do programa de TV passou por uma cirurgia na cabeça e na perna direita e ficaria em observação nas próximas 48 horas.

Os médicos colocaram um cateter para diminuir a pressão intracraniana e uma grade em volta da perna fraturada. A família informou nas redes sociais que ele ‘reage bem’ após a cirurgia. Rodrigo teve lesão na coluna.

Kaique e o motorista do caminhão, Bruno Vieira Batista, de 37 anos, não sofreram ferimentos. Eles passaram por teste do bafômetro que deu resultado negativo para o consumo de bebidas alcóolicas. Os dois foram liberados depois de irem à delegacia.

Segundo o boletim de ocorrência do caso, o ex-BBB teve “traumatismo e diversas fraturas na face e membros inferiores”.

De acordo com policiais, no momento da batida do carro com o caminhão, que também trafegava pela pista, a suspeita é a de que Rodrigo não estaria usando cinto de segurança no banco traseiro. Quando ele foi socorrido estava sem documentos. Sua identificação só foi feita posteriormente após ser socorrido por uma ambulância.

Motorista admite que cochilou

Motorista de carro que levava ex-BBB Rodrigo Mussi diz que ‘provavelmente devo ter dado uma cochilada’

O Renault Logan, que Kaique dirigia ficou destruído com o impacto. O veículo era alugado. O motorista havia contado aos policiais que estava trabalhando por 3 horas e 30 minutos, quando decidiu parar e descansar. Depois, atendeu um chamado de corrida para Rodrigo, por volta da 1h30 de quinta.

Torcedor do São Paulo, o ex-BBB havia acabado de assistir ao jogo entre seu time e o Palmeiras, no estádio do Morumbi, na Zona Sul da capital paulista. O Tricolor venceu por 3 x 0, na primeira partida da final do Campeonato Paulista de futebol.

Kaique pegou Rodrigo na Rua Jubair Celestino, em Osasco, cidade da região metropolitana, e iria levá-lo a Rua Bela Cintra, em São Paulo.

Segundo a TV Globo, Kaique contou também que ele usava cinto de segurança, mas que Rodrigo não usou o cinto quando entrou no carro e se sentou no banco traseiro. O motorista ainda disse que o passageiro tinha sinais de que havia bebido e se recusou a usar o equipamento quando foi solicitado.

“Na hora da batida eu estava de cinto, eu sempre uso cinto. Solicitei pra ele colocar o cinto também, porém não tenho que ficar assim toda hora olhando pra trás pra ver se o cara tá de cinto ou não, é a cabeça do cara. E ele saiu de bombeiro [SIC], na maca, tudo, estava falando meio enrolado, mas por conta do álcool não estava com o diálogo muito bom”, declarou Kaique à TV Globo.

Motorista de caminhão ouviu barulho

Ex-BBB Rodrigo Mussi passa por cirurgia na cabeça e fica internado em observação no Hospital das Clínicas em SP

Ex-BBB Rodrigo Mussi passa por cirurgia na cabeça e fica internado em observação no Hospital das Clínicas em SP

Ainda de acordo com Kaique, logo após o acidente, ele falou para Rodrigo não se movimentar e aguardar a ambulância. “Eu pedi para ela não se mexer para aguardar o socorro”, disse o motorista, segundo a boletim de ocorrência.

Ao ser ouvido pela polícia, o motorista do caminhão contou que trafegava pelo local dos fatos, quando o carro bateu na sua traseira. “Ouviu um barulho”, informa trecho do registro policial sobre o que Bruno disse na delegacia.

Rodrigo é gerente comercial em São José dos Campos, interior paulista. Foi o segundo eliminado da edição 22 do BBB. Deixou o programa em fevereiro.

VÍDEOS: Veja mais sobre SP e Região Metropolitana



Fonte: Pop & Arte