Patrícia Poeta interrompe Manoel Soares em discussão sobre racismo, é criticada e fala sobre ‘manterrupting’ em resposta

Apresentadora diz que as pessoas se preocuparam com ‘picuinhas’ e deixaram de lado a pauta

Reprodução/GloboManoel Soares e Patricia Poeta no Encontro
Público saiu em defesa de Manoel Soares após ele ser cortado por Patrícia Poeta

A apresentadora Patrícia Poeta voltou a ser criticada nas redes sociais nesta segunda-feira, 22, após comandar a maior parte do debate sobre o caso de racismo sofrido pelo jogador brasileiro Vinicius Júnior, no domingo, 21, na Espanha, e também por interromper Manoel Soares no Encontro. Os internautas disseram que Manoel deveria ter sido o responsável pelo comando da pauta ou ter mais tempo para comentar o tema. “Achei Patrícia grosseria com Manoel e com o público. O Manoel termina um pensamento, onde ele está no local de fala, e ela interrompe com um ‘só pra terminar meu raciocínio’”, diz um internauta sobre a apresentadora ter interrompido Manoel. “Duas jornalistas brancas ficam falando sobre racismo sofrido pelo Vini Jr. e esquecem que o Manoel está ali e tem mais lugar de fala do que ambas. Quando o Manoel abre a boca pra falar a então jornalista Patrícia Poeta no final faz caras e bocas”, critica outra internauta. No Instagram, Patrícia disse que o foco no programa deveria ser o combate ao racismo. De acordo com ela, os telespectadores se preocuparam com “picuinhas” e deixaram de lado a pauta. “O espaço que usam para atacar sem motivo deveria ser usado para falar do que aconteceu com Vini Jr e com outras vítimas aqui no Brasil. E não para atacar pessoas que estavam falando de combate ao racismo”, iniciou a apresentadora em uma publicação nos stories. Na sequência, Poeta fala em “manterrupting”, quando um homem interrompe uma mulher com o objetivo de banalizar a fala dela. Isso porque alguns internautas disseram que Manoel teria interrompido primeiro a fala de Poeta. “De verdade? Enquanto alguns se preocupam com picuinhas, estamos focados em buscar alternativas para jogar luz ao acontecimento e fazer a diferença para novos tempos onde um ser humano não tenha que passar pelo que Vini passou”, diz a apresentadora. “Você pode ser branco e também falar de racismo. E sabe por quê? Porque o racismo é um câncer que aflige nossa sociedade e todos juntos tempos que acabar com ele. Quando você foca a atenção em criar picuinha, isso fala muito do tipo de pessoa que você é e não do outro. Mais amor, por favor”, completou Patrícia Poeta.



Fonte: Jovem Pan