Patrícia Abravanel gera polêmica ao pedir compreensão às pessoas LGBTQIA+

0
4


Apresentadora do ‘Vem pra Cá’ está sendo acusada de homofobia após dizer que foi criada de forma conservadora e que é difícil explicar o assunto para os filhos

Reprodução/SBT/01.06.2021Patrícia Abravanel está sendo criticada nas redes sociais por suas falar sobre as pessoas LGBTQIA+

A apresentadora Patrícia Abravanel gerou polêmica nesta terça-feira, 1º, ao comentar ao vivo no programa “Vem pra Cá”, que comanda com Gabriel Cartolano no SBT, sobre o vídeo de teor homofóbico postado por Rafa Kalimann e Caio Castro. Na visão de Patrícia, as pessoas LGBTQIA+ deveriam ter mais compreensão com os outros. “Acredito que nós mais velhos, que fomos educados por pais mais conservadores, a gente está se abrindo, está aprendendo”, falou a apresentadora, que logo seguiu dizendo que as pessoas deveriam respeitar isso. “Por que não concordar em discordar? Eu posso ter uma opinião diferente do Cartolano, mas tudo bem. Tudo é muito enfatizado, tudo é muito polemizado. Eu não acho que o Caio Castro ou a Rafa sejam preconceituosos ou homofóbicos, acho que eles foram educados de uma outra maneira. Assim como [as pessoas] LGBTYH… não sei [a sigla], querem o respeito, acredito que eles têm que ser mais compreensivos com aqueles que hoje ainda não entendem direito, estão se abrindo para isso. É difícil quando você vai educar filhos falar disso, sabia?”, enfatizou a filha de Silvio Santos.  “Tem que ter respeito, compreensão e não massacre, não cancelamento”, finalizou.

O discurso de Patrícia está sendo muito criticado nas redes sociais e tanto ela quanto Silvio Santos, que já foi acusado de homofobia por seguidores em algumas ocasiões, estão nos assuntos mais comentados do Twitter nesta terça. Muitos seguidores estão lamentando o fato da apresentadora ter feito esse discurso justo no primeiro dia de junho, mês em que é celebrado o orgulho LGBTQIA+. “Um show de homofobia ao vivo em pleno mês do orgulho, que nojo. ‘Vocês precisam ter paciência com nós conservadores.’ Aí sinceramente, Patrícia Abravanel, vá se informar e se tratar”, criticou um seguidor. “Ninguém tem o direito de concordar ou não com o direito de existir e amar! Nem mesmo os mais ricos como o Silvio Santos, Patrícia Abravanel, Caio Castro ou Rafa Kalimann devem opinar sobre existência LGBTQIA+ e minimizar a homofobia e a lgbtfobia. Isso é criminoso, errado e podre”, comentou outro. “Eu fui criada em uma família conservadora igual a Patrícia Abravanel, mas aqui fica a questão do caráter da pessoa. Eu segui o meu caminho próprio através das descobertas que eu tive (e ainda terei ao longo da vida). É questão de respeito ao próximo, minha filha”, acrescentou mais um.





Fonte: Jovem Pan