Muito choro, troca de lado e atrito com Tiago Leifert: a jornada de Fiuk até a final do ‘BBB 21’

0
23


Reprodução/TV GloboO cantor e ator Fiuk no Big Brother Brasil 21

A 21ª edição do Big Brother Brasil está chegando ao fim e, depois de uma prova de resistência, a final do reality começou a ser definida. Um dos nomes que mais dividiu a opinião dos internautas ao longo do programa, Fiuk levou a melhor na disputa, se livrou do último paredão da edição e garantiu a primeira vaga na final – que acontece na próxima terça-feira (4). O filho de Fábio Jr chega no disputado top 3 com uma trajetória que inclui alguns momentos de choro, medo do cancelamento, o começo e o fim de uma amizade com Karol Conká e até atrito ao vivo com o apresentador do programa, Tiago Leifert, durante um dos tradicionais ‘jogos da discórdia’.

No programa, a história do participante começou do melhor jeito possível: Fiuk foi o mais popular na primeira votação do reality, que deu imunidade para seis pessoas na primeira semana. Ele, Viih Tube, Projota, Lumena, Arthur e Juliette começaram o programa confinados em uma casa separada do restante do elenco e, juntos, tiveram que indicar uma pessoa da casa para o primeiro paredão. Foi nesse momento do jogo, ainda sem conhecer todos os participantes, que Fiuk viveu a primeira grande polêmica do programa: seu relacionamento com Juliette. A paraibana, que também está na reta final, se dizia apaixonada por Fiuk e chegou até a dizer que teria um filho com o brother e que Fábio Jr, pai do participante, apresentaria o sucesso ‘Alma Gêmea’ no casamento dos dois. Nas redes sociais, a situação rendeu críticas de anônimos e famosos, mas, segundo Juliette ainda dentro da casa, tudo não passava de uma brincadeira e ela, na verdade, não tem interesse em Fiuk.

Em uma reality show como o ‘BBB’, principalmente com a presença de personalidades já conhecidas, o público tem a oportunidade de conhecer melhor os participantes e, desta vez, Fiuk mostrou um lado mais sensível e emocionado para o público. Membro do camarote, ele chorou bastante em diferentes ocasiões e demonstrou muito medo do ‘cancelamento’ na internet. Por isso, antes do confinamento, Fiuk teria até procurado aulas sobre racismo, feminismo e construção do padrão de beleza. Apesar disso, no começo do programa, o confinado recebeu diversas críticas por interromper e falar mais alto com as mulheres na casa. Na época, a historiadora Laís Roberta, que ministrou algumas dessas aulas, fez um desabafo dizendo que os encontros com Fiuk – que aconteceram em dezembro do ano passado – foram bem produtivos e que ela não se responsabiliza pelas ações de seus alunos fora de sala de aula. “Estão falando que nós passamos o ‘script’ pra ele, que nossas aulas eram em vão. Estão me chamando de ‘ensinadora de branco’ quanto eu sou uma profissional da educação.”, escreveu Lais em uma publicação nas redes sociais.

Essa preocupação, no entanto, resultou um posicionamento muito criticado pelos internautas. O participante costumava se colocar na posição de ‘desconstruído’ na casa e se aproximou de Karol Conká e Lumena – dois dos nomes mais polêmicos do programa – para dizer que queria aprender com elas. Em uma das dinâmicas do programa, Fiuk chegou até a dizer que Conká, dona do recorde de maior rejeição da história do programa, estaria em sua ‘final dos sonhos’. Uma das falas do brother que ganhou mais repercussão fora da casa foi quando Fiuk, chorando, agradeceu Lumena pelo acolhimento e disse que a psicóloga “tirou a cor” dele.

Com a evolução do programa, a solidão começou a tomar conta do jogo de Fiuk e o filho de Fábio Jr passou a ser ‘deixado de lado’ na casa. Um dos maiores exemplos disso foi o fato do participante não ser escolhido por ninguém para integrar a final dos sonhos. O reality foi andando e muitos memes começaram a serem feitos na internet e, na maioria deles, internautas tratavam Fiuk como um fantasma passando despercebido na casa. Até a produção do BBB entrou na brincadeira e, em um dos paredões em que o participante esteve, o medidor de batimentos cardíacos ficou zerado. Na época, Cléo Pires, irmã de Fiuk, usou as redes sociais para dizer que apoiava as brincadeiras, mas que condenava o discurso de ódio de alguns internautas com o irmão. 

Desde o começo do programa, Fiuk não se sente muito confortável em apontar o dedo para os outros participantes nas dinâmicas do programa e, em um dos jogos da discórdia, essa característica rendeu até um atrito com Tiago Leifert. Fiuk tentou escapar das perguntas do apresentador e, depois de uma pequena pressão, disse que esse era o jeito dele e que Leifert estaria ‘colocando palavras em sua boca’. O momento foi de climão e Fiuk precisou até pedir desculpas para Tiago no dia seguinte. Apesar desse período conturbado no programa, que incluiu amostras de um romance com Thaís Braz, Fiuk se encontrou mais para o final do programa com a amizade de Gil do Vigor. Os dois tem se apoiado e viraram prioridade um para o outro e até deram um lado cômico para o programa. Durante um dos paredões, em que ambos permaneceram na casa, os dois comemoraram a decisão do público pulando, completamente pelados, na piscina da casa. O momento foi muito compartilhado nas redes sociais. Confira.

A final do Big Brother Brasil 21 acontece na próxima terça-feira, dia 4 de maio, e além de Fiuk, mais dois participantes devem disputar a votação pelo prêmio de R$ 1,5 milhão.





Fonte: Jovem Pan