Morre o pai de Zezé Di Camargo e Luciano, Seu Francisco, aos 83 anos

0
111

Nascido em Sítio Novo, no interior do estado de Goiás, o homem que um dia presenteou os colegas de trabalho da obra, na construção civil, com fichas telefônicas (sob a condição de que eles usassem as moedas para ligar na principal rádio de Goiânia pedindo pela canção chamada ‘É o Amor’), despediu-se de nós, nesta segunda feira (23), aos 83 anos, com a sensação de dever mais do que cumprido.

Francisco José de Camargo, que estava internado há cerca de 15 dias em Goiânia (GO), faleceu na noite desta segunda. Ele sentiu dores no intestino no último dia 10 de novembro e chegou a passar por uma cirurgia para estancar um sangramento no órgão. Por meio de nota, a assessoria dos sertanejos afirmou que o velório deve ser às 10h no Jardim das Palmeiras, também em Goiânia. O sepultamento está marcado para as 17h.

Além dos filhos famosos, ele ficou conhecido nacionalmente em 2005, após o lançamento do filme ‘Dois Filhos de Francisco’, que contou a história dele e de sua família. O ator Ângelo Antônio foi o responsável pelo papel.

SEU FRANCISCO PARTE COM A CERTEZA DE DEVER CUMPRIDO

Desde que começou a multiplicar filhos com Dona Helena, “Seu Francisco” preparava com afinco a dupla sertaneja com que tanto sonhava. Primeiro fez de Emival, o segundo filho, par de Mirosmar, o primogênito, mas, quis o destino que Emival saísse de cena precocemente.

Só muitos anos depois, o Seu Francisco foi ver Mirosmar alinhado com o Welson David, ambos atendendo já como Zezé Di Camargo e Luciano. A essa altura, o amor já era algo que mexia com a nossa cabeça e o nosso coração, e fazia a gente “entender que a vida é nada sem você”.

Neste momento, diante da partida do pai, os filhos todos de Francisco – Mirosmar José (Zezé), Emmanoel José, Marlene, Wellington, Walter, Welson David (Luciano), Werlei e Luciele entoam justamente esse verso, certos de que a vida não seria nada sem ele e a parceria da mãe, a guerreira dona Helena, que tem amparado os filhos e netos com uma força descomunal.

De origem extremamente humilde, Seu Francisco viveu bem e o bastante para experimentar a maior das dores – a perda de um filho – e a mais gratificante das vitórias, que é o alcance do êxito absoluto dos filhos. Teve sua história contada em filme visto por a grande consagração dos filhos. Ainda há poucos dias, contabilizaram-lhe, em uma mesa, os quase 7 milhões de pessoas que foram assistir a esse enredo só no cinema.

O pai do Seu Francisco chamava-se Onofre Francisco. Ele pensava que Francisco fosse sobrenome e foi batizando todos os filhos com Francisco: Vicente Francisco, Liberato Francisco… O impasse se deu quando quis batizar um deles justamente com o nome de Francisco. Não podia ser Francisco Francisco. E então ficou Francisco José, acrescido de Camargo. E assim ele formou com honra o clã que todos amam. Foi embora um homem simples, que deixou um grande exemplo de superação com um legado de honestidade.

Todas as nossas reportagens estão em constante atualização. Quem entender (pessoas físicas, jurídicas ou instituições) que tem o direito de resposta acerca de quaisquer de nossas publicações, por ter sido citado ou relacionado a qualquer tema, pode enviar e-mail a qualquer momento para [email protected]

©Plantão dos Lagos
Fonte: Redação / Plantão
Fotos: divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui