Membros do BTS podem ingressar no exército sul-coreano | Música

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp


Os membros do BTS podem ingressar no exército sul-coreano e ficar cerca de um ano e meio longe dos palcos.

Segundo imprensa internacional, Gunn Kim, Embaixador da Coreia do Sul na Grã-Bretanha, afirmou que “é muito esperado que os jovens coreanos sirvam o país, e os membros do BTS são modelos para muitos da jovem geração coreana”.

“A maioria da população espera que nossos membros do BTS cumpram com sua obrigação como cidadãos da Coreia. Eventualmente, acho que isso vai acontecer”, completou Gunn em entrevista ao jornal The Sunday Times.

A declaração foi feita em meio a crescente tensão entre o país e a Coreia do Norte.

O ministro da Defesa sul-coreano, Suh Wook, disse na sexta-feira (1) que as Forças Armadas de seu país têm vários mísseis com alcance de disparo, precisão e poder significativamente aprimorados, com “capacidade de atingir com precisão e rapidez qualquer alvo na Coreia do Norte”.

Por lei, todos os homens saudáveis na Coreia do Sul com idade entre 18 e 28 anos devem servir às Forças Armadas por cerca de dois anos como parte das defesas do país contra a Coreia do Norte.

Em outubro de 2020, parlamentares e fãs pediram o adiamento ou isenção do serviço militar sul-coreano à banda. O argumento era de que eles estão fazendo muito pelo país sem usar uniforme de soldado.

BTS grava clipe de ‘Permission to Dance’ na Assembleia da ONU



Fonte: Pop & Arte